terça-feira, 22 de maio de 2018

Séries #016

Alô, galera de cowboy!

Me perdoem pela sessão de resenhas uma atrás da outra. Andei mega corrida, e por incrível que pareça, tenho mais facilidade em escrever resenha do que criar posts diferentes, então tive que lançar a enxurrada mesmo hahaha. Hoje tirei um tempinho pra botar a cachola pra funcionar e achei um absurdo comentar tão pouco de séries aqui, sendo que uma das coisas que mais faço na vida é assistir série, então resolvi mostrar pra vocês três séries novas que ainda estão na primeira temporada que gostei bastante e quem sabe vocês gostem também!

Além disso, quem já terminou a segunda temporada de Os 13 porquês e o que acharam? Me contem nos comentários! Ainda estou assistindo, e embora obviamente não chegue aos pés da primeira, conseguiram manter a história muito boa e envolvente, tratando como sempre de temas fortes que às vezes chega a tirar a gente um pouco de sintonia. Estava com medo do que inventariam, já que não existe um livro pra essa sequência, mas até então estou gostando!

The Rain: Um vírus presente na chuva faz com que Simone acabe trancada num búnquer por segurança com o pai, a mãe e o irmão. A família só possuía acesso ao local graças ao pai e seu trabalho de cientista, e também por isso ele logo os deixa, alegando precisar encontrar uma solução para aquela disseminação toda. Seis anos depois, restara apenas Simone e seu pequeno irmão, Rasmus, agora crescido. Além de não suportarem mais viver ali, a comida está acabando, e eles decidem ir ao próximo búnquer para reabastecer. Desde então nenhum dos dois havia visto a luz do sol, e encontrar mais seres humanos é uma grande surpresa. Acontece que nem todos são do bem, e todos lutam pela mesma coisa: Comida, abrigo e sobrevivência. Os irmãos logo são ameaçados por um grupo aparentemente perigoso, mas que aos poucos vão criando um vínculo e unindo forças. A cada episódio conhecemos um pouco mais da história de cada personagem, e a trajetória do grupo é frenética, repleta de perigos e riscos. Seis anos depois da chuva que destruiu a população, como saberiam em quem confiar? E a chuva, afinal de contas, ainda estava contaminada? A série é dinamarquesa, e as atuações são maravilhosas, nos convence fácil a adorar ou odiar o personagem, até mesmo aqueles embustes. A história tem um quê de clichê, sim, mas acreditem: vale a pena! Disponível na Netflix.
Trailer:


Siren: Bristol Cove é uma cidade costeira conhecida pela lenda de um dia ter abrigado sereias. Alguns acreditam, outros não, mas Ben e sua namorada Maggie, ambos biólogos marinhos, ganham a prova de que elas são reais ao se depararem com Ryn, a misteriosa sereia que vagarosamente vai demonstrando sua inteligência ao aprender a língua do ser humano e a distinguir aqueles que tem boas intenções. Ela saíra do oceano à procura de sua irmã, e os rastros a levaram até a cidade. A partir de então, o casal faz de tudo para ajudar Ryn a encontrar a irmã, que fora capturada para ser usada em pesquisas científicas ao usarem sua célula-tronco. O começo de Siren é lento e não provoca muito encanto, o que me fez pensar muito quanto a continuar a série ou não. Por fim resolvi arriscar e foi uma boa escolha, já que a história vem evoluindo a cada episódio e mostrando mais aspectos, tanto sobre as sereias quanto dos demais personagens, assim como a relação afetuosa de Ryn com o casal, se assemelhando a um triângulo amoroso (mas não é, juro) por conta do canto e de toda a sensualidade conhecida das sereias. A série não está na Netflix, mas dá pra ver online.

Trailer:


Aggretsuko: Pensa em uma série doida, mas muito legal e engraçada. Meu irmão veio contando sobre ela,  e eu achei tão maluca que nem cogitei assistir, até que ele literalmente me obrigou a ver pelo menos o primeiro episódio com ele, e quando fui notar, já estava no quarto, super entretida. Os personagens da série (ou desenho??) são todos animais, mas os dilemas retratados são completamente relacionados à realidade de todo trabalhador, principalmente dos que trabalham em escritório. Todo trabalho tem um fofoqueiro, um puxa saco, um falso, ou o chefe arrogante, e por aí vai, não é? Retsuko, nossa protagonista, é a famosa "certinha". Faz tudo o que pedem, compra par de meias na loja só pra não sair de lá sem ter comprado nada, mas isso não significa que ela seja feliz. Por dentro, ela se corrói com toda atitude ou palavra errada e injusta que dirigem à ela, e sempre que isso acontece, enquanto ela aparenta calma e paciência por fora, por dentro ela está surtando. E como ela faz pra descontar toda essa raiva? Ela vai ao karaokê e canta músicas de heavy metal. Gente, é a coisa mais engraçada! E ainda tem a tradução da música, que sempre tem a ver com o que está a importunando. Os episódios são curtinhos, de 15 minutos cada, e toda situação se assemelha muito à realidade, o que a torna tão fácil de assistir e torcer pra que Retsuko consiga sair dessa. É do japão, e está disponível na Netflix.
Trailer:

Sobre mim: Carolina Rodrigues, 23 anos, biomédica e autora do livro O Poder da Vingança. Adora dançar e ir pra praia, mas o que a faz realmente feliz é poder passar um dia inteiro lendo, vendo séries, escrevendo histórias ou ouvindo música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário