quinta-feira, 17 de maio de 2018

Escândalos na Primavera

Título: Escândalos na Primavera
Título Original: Scandal in Spring
Autora: Lisa Kleypas
Série: As Quatro Estações do Amor - #4
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 224
Tradução: Maria Clara de Biase
Livro: Skoob
Sinopse:
Daisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braçaisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braço direito na empresa.
Daisy está horrorizada com a possibilidade de viver para sempre com alguém tão sério e controlador, tão parecido com seu pai. Mas não admitirá a derrota. Com a ajuda de suas amigas, está decidida a se casar com qualquer um, menos o Sr. Swift.
Ela só não contava com o charme inesperado de Matthew nem com a ardente atração que nasce entre os dois. Será que o homem ganancioso de quem se lembrava era apenas fachada e ele na verdade é tão romântico quanto os heróis dos livros que ela lê? Ou, como sua irmã Lillian suspeita, o Sr. Swift é apenas um interesseiro com algum segredo escandaloso muito bem guardado?
Fechando com chave de ouro a série As Quatro Estações do Amor, Escândalos Na Primavera é um presente para os leitores de Lisa Kleypas, que podem ter certeza de uma coisa: embora as estações do ano sempre terminem, a amizade desse quarteto de amigas é eterna.

1. Segredos de uma Noite de Verão
2. Era uma vez no outono
3. Pecados no inverno
4. Escândalos na Primavera

As quatro estações do amor é uma série que conta a história de 4 garotas que se unem e viram grandes amigas por serem sempre deixadas de lado nos bailes. Cansadas de passar temporada pós temporada sem pretendentes, elas decidem tomar uma atitude. Obedecendo a ordem de idade, elas vão em busca do marido perfeito para cada uma, começando pela mais velha.

Escândalos na primavera é o último volume da série e conta a história de Daisy Bowman, a mais nova. Daisy é irmã de Lilian, protagonista do segundo volume.

Com 22 anos, seu pai está enlouquecendo diante da falta de propostas de casamento. Ele é grosso, insensível, e não pensa no bem-estar da filha. Pouco lhe importa existir amor no relacionamento. Desde que seja um homem de títulos, está valendo. E cansado de esperar Daisy tirar a cabeça dos livros e ir atrás de conquistar um bom partido, ele resolve o problema por ela. Daisy tem dois meses. Se não encontrar um marido nesse tempo, ela se casará com Matthew Swift.

Matthew trabalha com o senhor Bowman há anos. Um jovem desprezível, frio e calculoso. Daisy e Lilian o detestam, enquanto Bowman o trata como um filho. Acredita que Matthew é mais parecido com ele do que seus filhos de verdade, e deseja que ele herde sua empresa. Que forma melhor de conseguir isso senão juntando-o com sua filha? Ele só teria que aturá-la, é claro. Aturar suas divagações, sua bondade, sua baixa estatura, sua delicadeza.

Acontece que Matthew não fazia ideia dos planos do chefe até que Daisy o confronta, crente de que era tudo um jogo para que ele pusesse as mãos na empresa. Matthew se sente confuso. Ele ficaria lisonjeado em aceitar o casamento, mas jamais pela empresa. Desde sempre, Matthew fora apaixonado por Daisy. Ela nem mesmo lhe dirigia a palavra, mas ele admirava tudo naquela pequena mulher. Só que ele sabia que nunca a teria. Não somente pelo sentimento não ser recíproco, mas porque os segredos de seu passado o impediam. Ele devia manter Daisy o mais longe dele possível.

Isso não seria um problema, caso Matthew não tivesse mudado tanto. Fazia tempo que Daisy não o via, e lá estava ele agora. Não mais um adolescente magricelo, e sim um homem forte, viril e extremamente atraente.

Alguns encontros entre os dois fazem Daisy perceber que estivera enganada a seu respeito. De repente, ela se vê procurando motivos para conversar com ele, e desejando-o com todas as forças.

Mas Matthew não quer casamento. Nunca. Será que Daisy não fazia o modelo de esposa que ele gostava? O que ele estava escondendo? Será que Matthew e Daisy teriam a chance um dia de se entregarem um ao outro e serem felizes?



Ah, que livro singelo! Nós botamos muita expectativa no último volume das séries, não é? Esperamos algo bombástico, mas nem sempre é assim e, em alguns casos, nem deve ser. Assim aconteceu com Escândalos na primavera. O escândalo não existe, muito menos as brigas e conflitos que encontramos nos outros volumes, e nos romances de época num geral. Na verdade, achei esse um livro bem sensato. O segredo de Matthew é revelado próximo ao final, e resolvido em poucas páginas. Achei perfeito. Algumas obras do gênero apostam tanto no passado do personagem e no processo para que tudo esteja bem entre o casal que se torna cansativo. Escândalos na primavera foi direto, objetivo, e Daisy se manteve confiante, ao lado do amado o tempo todo.

Aliás, a obra tem um diferencial magnífico. Os libertinos já tem sua fama garantida, não é? A negação deles quanto ao amor que sentem também. O fato de Matthew admitir o amor que sempre sentiu por Daisy foi o que mais me fez gostar dele. Sinceramente, acho que nunca li um romance de época assim. Um homem honesto, apaixonado, e ao mesmo tempo nada romântico, o que é engraçado. Não espere por declarações amorosas de balançar o coração. Matthew não é assim. Mas o que são palavras perto de atitudes, não é? Matthew é fiel e não precisa de um livro inteiro para se dar conta do quanto a ama. Talvez o amor de Daisy seja um pouco mais difícil de acreditar. A gente chega a pensar que foi gerado do desespero, da aparência, mas acho que foi genuíno.

Quanto a edição, a editora Arqueiro está de parabéns como sempre. Capas lindas, letra num tamanho bom, mas com alguns errinhos de digitação.

Daisy segurou sua taça de cristal.
- Deveria ser um brinde a todas nós. Afinal de contas, nossas perspectivas de casamento eram as piores possíveis três anos atrás. Nem mesmo recebíamos um convite para dançar. E vejam como as coisas mudaram.
- Tudo o que foi preciso foi uma conduta tortuosa e alguns escândalos aqui e ali – disse Evie com um sorriso.
- E amizade – acrescentou Annabelle.
- À amizade – disse Lilian, sua voz subitamente rouca.
E as quatro taças se tocaram naquele momento perfeito.

O epílogo é lindo. De longe, o mais comovente. Nos lembramos daquelas meninas inseguras e inocentes, e vemos o quanto elas cresceram. É lindo ver que depois de todos os acontecimentos, a amizade delas está mais forte do que nunca. E o que começou com um desafio, se tornou a maior aventura e conquista da vida delas. A conquista de uma família feliz.

O primeiro e o último volume são os que as quatro amigas aparecem mais, e eu adorei vê-las interagindo e garantindo boas gargalhadas ao leitor. O ciúmes de Lilian com Daisy, que demora a aceitar que a irmã está crescendo. O progresso de Evie com sua timidez e gagueira. A Annabelle, sempre corajosa e forte pelas amigas.

As quatro estações do amor foi uma série que me divertiu, me encantou e me apaixonou. Me despeço da série com uma ponta de saudades já batendo.

Nota: 5


Sobre mim: Carolina Rodrigues, 23 anos, biomédica e autora do livro O Poder da Vingança. Adora dançar e ir pra praia, mas o que a faz realmente feliz é poder passar um dia inteiro lendo, vendo séries, escrevendo histórias ou ouvindo música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário