sábado, 3 de janeiro de 2015

A Lista de Brett

Nome: A Lista de Brett
Título Original: The Life List
Autora: Lori Nelson Spielman
Editora: Verus
Livro: Skoob
Sinopse:
Brett Bohlinger parece ter tudo na vida — um ótimo emprego como executiva de publicidade, um namorado lindo e um loft moderno e espaçoso. Até que sua adorada mãe morre e deixa no testamento uma ordem: para receber sua parte na gorda herança, Brett precisa completar a lista de sonhos que escreveu quando era uma ingênua adolescente. Deprimida e de luto, Brett não consegue entender a decisão de sua mãe — seus desejos adolescentes não têm nada a ver com suas ambições de agora, aos trinta e quatro anos. Alguns itens da lista exigiriam que ela reinventasse sua vida inteira. Outros parecem mesmo impossíveis. Com relutância, Brett embarca numa jornada emocionante em busca de seus sonhos de adolescência. E vai descobrir que, às vezes, os melhores presentes da vida se encontram nos lugares mais inesperados.

Brett tem 34 anos, e parece ter a vida nos conformes. Com um bom emprego e dividindo o apartamento com o namorado, ela está sempre sorrindo... Até que sua mãe morre. As duas eram como carne e unha, sempre juntas, compartilhando segredos e tendo aquele relacionamento maravilhoso que mais parecem melhores amigas. Por isso, os meses de quimioterapia foram horríveis tanto pra Brett quanto pra seus dois irmãos, mas nada se compara ao estado que ela ficou com a morte da mãe. E como se seu sofrimento não fosse o bastante, Brett descobre que toda a herança foi dada aos seus irmãos e à cunhada, que se tornou presidente da empresa da mãe.

A única coisa que Brett recebe é uma lista. Mas não qualquer uma. É de quando era ainda uma adolescente, com diversos sonhos que acabou por não realizar. E esse é o desejo de sua mãe. A cada sonho que Brett batalhar pra realizar, ela receberá uma carta pelo advogado, Brad, até todas se completarem, e então ela finalmente ganhar sua parte verdadeira da herança.

Logicamente, ela fica louca da vida. Como a mulher que sempre amou mais que sua própria vida pôde fazer isso com ela? Aqueles eram sonhos de uma criança; ela havia crescido, e mudado. Mas aí é que tá. Será que deveríamos mesmo abandonar nossos sonhos, por mais bobos que pareçam, ou que um dia tenham parecido?

Mas Brett tem medo. Ela já perdeu coisas o suficiente, e teme perder também Andrew, seu namorado. Será que ele vai apoiar todos os sonhos naquela lista? Será que após quatro anos juntos, ele realmente a ama a ponto de permanecer ao seu lado com toda a mudança que pode vim a partir da lista?

O medo de mudanças nos faz estagnar. O que me leva novamente à sua lista de sonhos. (...) Você ao menos tem alguma meta hoje em dia?


Fiquei melancólica e entorpecida com esse livro. Me fez engolir em seco várias vezes ao notar como eu, e creio que a maioria das pessoas, acaba desistindo de seus sonhos. Afinal, quem nunca teve uma lista, mesmo que mental, de sonhos? Seja adquirir algum objeto, ou viajar, ou aprender algo, ou coisas muito além. Alguns podem ser impossíveis, mas outros, a gente acaba deixando de lado por estar desacreditado, por não achar que é capaz, ou por falta de coragem de correr atrás, ou principalmente por medo de não conseguir e se decepcionar com isso.

De princípio, eu não estava gostando muito da narrativa, por ser no presente, e histórias contadas assim acabam me incomodando um pouco. Mas com o decorrer, eu nem reparava mais nisso. Não sei explicar direito o quanto esse livro mexeu comigo; pode ser algo mais pessoal, porque sempre me pego pensando se um dia não vou me arrepender por não ter lutado por determinados sonhos. E esse livro foi só um impulso pra que eu me decidisse. Não importa quantos anos ainda vou ter que esperar pra realizar certas coisas; o importante é tentar quando chegar a hora. E acho que essa é uma lição maravilhosa pra qualquer um. Brett teve sorte de ter uma mãe que pensou na felicidade dela, acima de tudo. E esse livro veio pra nos dar aquele empurrão necessário antes que seja tarde demais.

Se a minha mãe estivesse aqui, daria uma batidinha de leve na minha mão e me diria que haveria outro céu.
E eu diria a ela que gosto deste, com nuvens de tempestade e tudo o mais.


Nós então acompanhamos toda a trajetória de Brett, tudo o que ela vai abrindo mão aos poucos ao se conscientizar que não tem outra forma além seguir a lista, e ainda acaba descobrindo por meio daquilo, que existe um segredo valioso que sua mãe nunca revelou, e agora cabe a Brett correr atrás e confirmar a suspeita. No começo, dá até pena de Brett, de tão azarada que ela é. Parecia que tudo dava errado, seja em termos de amizade, quanto tentando seguir a lista. E foi bom ver a personagem crescendo com todas essas falhas, porque a vida é assim, as vezes temos que cair diversas vezes pra enfim realizar o sonho.

Esse livro é tão, tão lindo!! Nós conhecemos diversos personagens, cada um vindo de situações diferentes, e que vão cativando Brett e a nós, leitores, cada vez mais. Quanto ao item “se apaixonar” da lista, eu queria muito mesmo que ela tivesse ficado com um personagem específico, maaas, a autora acabou escolhendo um par maravilhoso pra ela da mesma forma, que me obrigou a amolecer o coração e aceitar. É tudo tão delicado, frágil, e ao mesmo tempo cheio de garra, assim como aparenta a capa. Então, se você gostou dessa capa deslumbrante, pode ir se preparando que a história promete muito mais!

Nota: 5

Sobre mim: Carolina Rodrigues, 19 anos, mora em Santos e cursa faculdade de Biomedicina. Adora dançar e ir pra praia, mas o que a faz realmente feliz é poder passar um dia inteiro lendo, vendo séries, escrevendo histórias ou ouvindo música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário