domingo, 23 de fevereiro de 2014

O Futuro de Nós Dois


Nome: O Futuro de Nós Dois
Título Original: The Future of Us
Autores: Jay Asher e Carolyn Mackler
Editora: Galera Record
Livro: Skoob
Sinopse:
É 1996, e menos da metade dos alunos das escolas de ensino médio nos Estados Unidos já tinham usado a internet. Emma acaba de ganhar o primeiro computador e um CD-ROM da America Online de Josh, seu melhor amigo. E ao instalar o programa, logo no primeiro acesso, descobrem que acabam de entrar no Facebook, dali a quinze anos. Todos se perguntam como será o futuro. Josh e Emma estão prestes a descobrir...

Faz um bom tempinho já que estava na vontade de ler esse livro, e cheguei a conclusão de que não foi a toa! Eu esperava que fosse bom, mas conseguiu superar mais ainda as minhas expectativas!

Em 1996, Emma ganha um computador de seu pai que está muito ocupado com a vinda do bebê da sua família nova para ir visitá-la, então vive dando presentes para ela como uma desculpa. Emma já nem liga muito, mesmo porque sua madrasta é carinhosa e sempre a tratou bem, então ela trata logo de instalar o computador.

No mesmo dia, seu vizinho Josh resolve lhe fazer uma visita, algo que ele não fazia há muito tempo (6 meses, mais especificamente. Desde que ele tentou beijá-la e Emma literalmente o rejeitou, fazendo com que a amizade de toda a vida deles esfriasse completamente). Ele traz consigo um CD-ROM que permite acesso a um site/e-mail pra bater papo. Isso seria bem natural, se não fosse pelo fato de que quando ela abre o site, dá de cara com um tal de Facebook. Curiosa, ela coloca o e-mail que acabou de criar, e dá de cara com... Ela mesma. Numa versão bem mais velha, mas com certeza era ela.

Aquilo só podia ser uma piada de mal gosto. Mas quem diabos conseguiria pegar qualquer foto dela e fazer com que parecesse mais velha? E, aliás, aquele site todo era estranho e desorganizado! Como alguém conseguiria ter 500 e poucos amigos?! É absurdo demais para ser verdade. E Josh não também não tinha conhecimentos assim tão avançados para armar desse jeito pra cima dela.

— As pessoas se distanciam — digo. — E, às vezes, não há nada que se possa fazer.

Mesmo assim, ela pede pra que ele dê uma olhada naquilo, e Josh fica tão inconformado quanto ela. A principio, ele crê firmemente que aquilo é apenas uma brincadeira, que não tinha como ser possível, mas com o decorrer dos dias, diversas coisas vão acontecendo com eles, que faz com que eles percebam que o futuro também muda de acordo com as decisões deles. Um dia Emma está casada com um cara, outro dia com outro, e por aí vai. Isso traz milhões de discussões entre eles, porque enquanto a vida de Josh parecia que ia ser perfeita no futuro, a de Emma sempre parecia que tinha algo errado e ela era infeliz, independente do que ela fizesse pra reverter aquela situação. Nunca melhorava. E, com isso, ela também aumentava o risco da vida do próprio Josh, e de todos ao seu redor, mudar. Será que ficar entrando naquele Facebook sempre seria bom mesmo? Ou, na verdade, será que saber o que aconteceria com você no futuro seria bom para a gente de hoje?

Esse é sempre o meu problema. Eu deixo o momento passar, e depois fico me castigando para sempre.

É engraçado pensar nisso, porque a gente fica sonhando e imaginando como a vida será no futuro. Mas será que a gente ficaria feliz de verdade ao descobrir afinal o que realmente acontecerá? E se tivéssemos a chance de mudar, valeria a pena? É bem complicado mesmo esse assunto, mas os autores fizeram com que a história se tornasse bem leve e divertida de se ler.

Nós nos deparamos com coisas dos anos antigos, como o discman, o videocassete, os testes que tinham em revistas que eu mesma fiz tantas vezes, diversas coisas que nos bate uma nostalgia enorme, haha! Mas o principal que deixa a história engraçada, são os melhores amigos de Josh e Emma, Kellan e Tyson. Eles são um casal que gostam um do outro, já tentaram algumas vezes, mas nunca dava certo. Mas são eles que tem as ideias doidas, animam tudo e nos deixam na vontade de realmente tê-los como amigos! Confesso que às vezes a Emma conseguia ser um saquinho, pensando só em si mesma e fazendo umas coisas meio bestas, enquanto Josh é um amorzinho, todo fofo! Mas tudo fez parte pra criar o final que me fez exclamar: Poxa! Eu quero maaaaaaaaaaaais! ): hahahaha vale totalmente a pena ler pra descontrair e viajar pra um 1996 que tem Facebook!

Nota: 5

Sobre mim: Carolina Rodrigues, 18 anos, mora em Santos e cursa faculdade de Biomedicina. Adora dançar e ir pra praia, mas o que a faz realmente feliz é poder passar um dia inteiro lendo, vendo séries, escrevendo histórias ou ouvindo música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário