sábado, 25 de janeiro de 2014

Filmes #013

Título Original: Texas Chainsaw 3D
Título Traduzido: O Massacre da Serra Elétrica 3D – A Lenda Continua
Ano: 2013
Gênero: Terror
Elenco: Alexandra Daddario, Amanda Dyar, Bill Moseley, Dan Yeager
Sinopse: A trama começará de onde o original parou e será centrada em Heather, vivida por Alexandra Daddario, que descobre ter herdado uma casa no interior do Texas. Obviamente, não deve demorar para que os vizinhos surjam…
Resenha: Sinceramente...? Uma grande porcaria. Heather recebe uma carta dizendo que sua avó havia morrido e que herdara a casa dela, que no caso é mais uma mansão, então com isso, ela descobre que é adotada. Mesmo contra a vontade dos pais, ela vai até a casa com amigos, onde acaba descobrindo que dentro da casa, existe um assassino. E como ela descobre isso? Logicamente, quando ele começa a matar todo mundo. Com o desenvolver da história (no meio de muito sangue e mortes desnecessárias), ela descobre também que sua família inteira morreu, pois as pessoas da cidade colocaram fogo na casa da família por causa exatamente de um garoto, que pertencia à família, que vinha matando pessoas. Obviamente, tudo é muito previsível, mas o filme INTEIRO me deu nos nervos, porque como na maioria dos filmes de terror, os personagens são MUITO idiotas! De verdade, eles fazem exatamente o contrário do que deveriam fazer, e agiam de forma tão burra que, argh! É uma grande perda de tempo.
Trailer:



Título Original: Evil Dead
Título Traduzido: A Morte do Demônio
Ano: 2013
Gênero: Terror
Elenco: Bruce Campbell, Elizabeth Blackmore, Jane Levy, Jim McLarty
Sinopse: Para ajudar a irmã Mia que esta em abstinência de drogas e tem surtos constantes, irmão leva ela e uns amigos para uma cabana isolada na floresta, onde pensam em fazê-la relaxar, mas chegando lá, encontram o livro Necronomicon e libertam os Mortites de volta em nosso universo.
Resenha: Até que o filme não é ruim. Na verdade, é bem convincente, porque existe um motivo para Mia, seu irmão e seus amigos estarem naquela cabana a acompanhando. Ela tem sérios problemas envolvendo drogas, e da última vez, chegou a quase ter uma overdose. Preocupados com isso, seu irmão e os amigos decidem ficar com ela naquela cabana, longe de tudo, principalmente das drogas, pra que ela se recupere, já que uma das amigas é enfermeira e diz ter todos os medicamentos sob controle, da mesma forma que ela seria tratada se estivesse no hospital. Mas o que eles acabam encontrando é apavorante: Na parte de baixo da cabana, há uma parte que eles não conheciam antes, onde está lotada de gatos mortos, e um livro bem fechado com cadeados. Um dos amigos pega o livro, e como ser humano normalmente é idiota e não se aguenta, ele decidiu abrir. Ou seja, libertar o demônio. Só que o demônio não vai atrás do infeliz, e sim de Mia, que no momento estava mais frágil. Ela começa a surtar, e os amigos acham que são apenas alucinações dela pela falta da droga, mas quando passar a entender que a coisa é bem mais séria... Bem, daí já é tarde demais. Até o final, estava tudo correndo perfeitamente coerente. É um filme bem pesado, com cenas hiper detalhadas, então se você tem muita aflição, eu realmente não recomendo. Mas infelizmente, o final estragou tudo, porque foi MUITO sem sentido e super a toa. Não deu pra acreditar muito, sabe? Então isso acabou tirando a graça... Mas fora esse detalhe, é muito bom.
Trailer:



Título Original: World War Z
Título Traduzido: Guerra Mundial Z
Ano: 2013
Gênero: Ação, Terror
Elenco: Brad Pitt, Mireille Enos, Abigail Hargrove, Ann Ogbomo
Sinopse: Quando uma doença devastadora se espalha pelo mundo, transformando a população em zumbis, o governo americano recruta o ex-investigador da ONU (Organização das Nações Unidas) Gerry Lane (Brad Pitt) para tentar descobrir o que está acontecendo, e ajudar a salvar a humanidade, considerando que a situação é a pior possível. Assim, ele precisa ir atrás do Paciente Zero, buscar entender as causas do contágio e correr contra o tempo nessa investigação epidemiológica.
Resenha: Se não fosse pelo Brad Pitt, esse filme com certeza não teria tanta repercussão. Gerry Lane está com sua família no carro, naturalmente, quando percebe que há algo estranho acontecendo naquele trânsito. Explosões ocorrem, pessoas gritando e correndo desesperadas, e algo muito mais esquisito: Algumas delas se transformando em zumbis após morrerem. Ele e sua família se apressam para fugir, sem conseguir entender como aquilo tudo estava acontecendo. Provavelmente alguma doença contagiosa que se espalha, mas de onde isso começou, e principalmente, como parar? Por sorte, Gerry é um ex-investigador da ONU, e é recrutado para ajudar o governo a achar a resposta para todas aquelas perguntas, tendo a sua família em segurança, para que assim pudesse seguir sozinho a jornada por meio da população que estava necessitando de sua ajuda. O filme realmente dá nervoso em algumas partes, a gente fica naquela ansiedade de eles conseguirem escapar. Mas... gente, eu nunca vi zumbis correrem tanto. Parecia corrida olímpica aquilo! Em Walking Dead eles são tão devagar, acho que eles mesmos estão cansados da série. Mas nesse filme... Sabe o que é um monte de zumbi conseguir escalar, juntos, um se jogando em cima do outro, algo equivalente à uma montanha? Que no caso, seria um muro, mas muuuito alto. E não era uns dez ou vinte zumbis, eram milhões! Isso que é trabalho em grupo, hahahahahaha
Trailer:



Sobre mim: Carolina Rodrigues, 18 anos, mora em Santos e cursa faculdade de Biomedicina. Adora dançar e ir pra praia, mas o que a faz realmente feliz é poder passar um dia inteiro lendo, vendo séries, escrevendo histórias ou ouvindo música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário