sexta-feira, 1 de novembro de 2013

O Amor Mora Ao Lado

Nome: O Amor Mora Ao Lado - A vida também nos reserva boas surpresas
Autora: Debbie Macomber
Editora: Novo Conceito
Livro: Skoob | Orelha de Livro
Sinopse:
Lacey Lancaster sempre quis ser esposa e mãe. No entanto, depois de um divórcio bastante doloroso, ela decide que é hora de dar um tempo em seus sonhos e seguir sozinha mesmo. Mas não tão sozinha: sua gatinha abissínia, Cléo, torna-se sua companhia de todas as horas. Até é uma vida boa — um pouco aguada, é verdade — a de Lacey. A não ser por seu escandaloso vizinho, Jack Walker. Quando Jack não está discutindo, sempre em voz muito alta, com sua namorada — com quem insiste em morar junto — está perseguindo seu gato, chamado Cão, pelos corredores do prédio. E Cão está determinado a conseguir que a gatinha Cléo sucumba aos seus avanços felinos. Jack e Cão são realmente muito irritantes. Mas acontece que a primeira impressão nem sempre é a que fica...


Logo que lançou e li a sinopse, eu desejei esse livro. E não vou negar que muito pelo fato de ter gatos e de parecer ser bem envolvente. Mas não foi bem tudo aquilo que eu esperava não...
Lacey Lancaster é uma moça que mudou de cidade para tentar superar o trágico fim do seu casamento. Um ano depois, ela ainda sofria e recordava como seu marido teve coragem de traí-la e acabar com a relação deles para ficar com outra pessoa. Desde então, ela passou a evitar contato com qualquer homem o máximo possível, pra evitar futuras mágoas. Mas mal sabia ela que Jack Walker era do tipo beeeeem paciente.
Na intenção de melhorar seu astral, ela comprou Cleo, uma gata que de fato conseguiu fazê-la se animar um pouco e virar basicamente sua melhor amiga. Tudo permanecia nos conformes, apesar do fato de seu trabalho não estar rendendo financeiramente tanto quanto deveria, e mesmo com as discussões infinitas que Jack, seu vizinho, tinha com a namorada dele praticamente todos os dias. Brigas que, aliás, atravessavam facilmente a parede entre o apartamento deles e se tornava sempre um inferno, já que não dava descanso a ela.
Até que chegou uma noite, em que eles gritavam tão alto, que ela não suportou mais. Foi até a porta dele, e pediu educadamente para que diminuíssem o tom de voz. E quando voltou, o que encontrou não foi nada agradável: Cleo, que por acaso estava no cio, com um gato de rua em cima dela. E, adivinhem? O gato se chamava Cão, e era justamente de Jack.
E obviamente, Cleo acaba engravidando, e então Lacey pede para que Jack assuma sua parte de responsabilidade sobre isso, o que ele concorda facilmente. Até mais do que ela esperava e gostaria. Então ele passa a visitá-la diariamente, dizendo querer saber como Cleo está, e nessas visitas, acaba admitindo que sempre quis sair com Lacey desde o momento em que a viu se mudando para aquele apartamento.
Mas aquilo estava errado. Jack tinha namorada, e principalmente, Lacey não podia envolver com algum homem. De forma alguma! Ela tinha prometido isso à si mesma, e não cogitaria a possibilidade de sofrer novamente por conta de homens. Mas, pra começo de conversa... Será que aquela garota é realmente namorada de Jack?

Bom, não posso contar muito mais do que isso, porque essa é a base principal mesmo da história. Ela é bem leve e curta, o que por um lado me decepcionou, já que tem um grande potencial, e poderia ter sido abordada de uma forma bem mais emocionante. Inclusive, os gatos, que até então parece que são o foco da história, por eles terem juntado o casal e tudo mais, mal aparecem. De verdade, aquilo me chateou, ainda mais porque enquanto a coitada da gata tava parindo, ela tava tendo discussões amorosas. Ah, poxa!
É uma história boa, mas beeeem leve mesmo. Dá pra ler rapidinho, e no fundo eu senti que ficou faltando bem mais história pra complementar o cenário todo ):

Nota: 3 estrelas


Sobre mim: Carolina Rodrigues, 18 anos, mora em Santos e cursa faculdade de Biomedicina. Adora dançar e ir pra praia, mas o que a faz realmente feliz é poder passar um dia inteiro lendo, vendo séries, escrevendo histórias ou ouvindo música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário