sábado, 13 de julho de 2013

[Rising Sun] Katekyo Hitman Reborn


Yo, pessoal! E o mangá/animê da vez é...

Katekyo Hitman Reborn!

Antes de qualquer coisa, gostaria de dizer que esse mangá/animê da autora Akira Amano é em disparado o meu favorito de todos os que eu assisti, desde a história até cada personagem (salvo o Lambo, ele é o ser mais irritante do universo). O mangá foi lançado em 2004 e terminou a pouco tempo, em novembro de 2012 pela Shounen Jump (mesma revista que publicou Dragon Ball e publica mangás como Naruto e One Piece), o animê infelizmente terminou antes do mangá, com 203 episódios, sendo substituído por Bakuman, mas ainda tenho esperanças de que retorne quando esse último acabar, já que está na última temporada.

Katekyo nos conta a história de Sawada Tsunayoshi, vulgo Tsuna, um garoto que ao contrário de muitos heróis da Jump, não é bom em nada. Sim, isso mesmo, nada! Tsuna não é bom em esportes, com garotas, em lutas e tem as piores notas da sua escola, onde os colegas o apelidaram de Bom-Em-Nada-Tsuna. Haha
Um belo dia, quando se apronta para a escola, Tsuna recebe uma visita muito suspeita e intrigante: um bebezinho de terno, chapéu e costeletas, com uma chupeta amarela pendurada ao pescoço, esse é Reborn.

Depois do choque inicial, por ser um bebê aparentemente muito esperto e que fala muito bem mesmo com seu sotaque italiano, Reborn ainda lhe conta algumas coisas, como:
1 – Ele veio direto da Itália para ser o professor particular de Tsuna (daí o nome Katekyo Hitman Reborn, literalmente, Professor Atirador Reborn).
2 – Ele é o atirador mais forte da máfia italiana.
3 – Tsuna é o 10º sucessor do posto de chefe da Vongola, a mais poderosa família mafiosa da Itália.
A partir daí a vida dele vira de cabeça para baixo e com o treinamento rigoroso de Reborn que inclui bombas e tiros, Tsuna começa desde estudar para recuperar as notas até realizar as coisas com seu “ultimo desejo’’ e recrutar os membros para formar a 10º família (mesmo chorando e dizendo mil vezes ‘’eu não quero ser o novo chefe T_T’’).

Bom, agora uma explicação rápida (ou não tão rápida.)^^’
No início, Katekyo Hitman Reborn era para ser um mangá/animê de comédia, portanto nos primeiros capítulos/20 episódios do animê têm situações que não acrescentam muito na história, são apenas para rir. Tsuna arruma algum problema, como se meter em uma luta no clube de judô na escola sem saber nada sobre a arte marcial, Reborn atira nele com a “Shinu-Ki-Dan” matando-o e fazendo com que imediatamente Tsuna renasça, tirando todos os limites de seu corpo para que possa ganhar a luta com o seu "ultimo desejo", até aí tudo bem, mas Tsuna renasce com um grito de "Reborn!", suas roupas rasgam e ele resolve o problema de cueca. (y)

Porém a popularidade do mangá foi caindo e a partir do capítulo que corresponde aproximadamente ao episódio 20, as coisas começam a ficar mais sérias e com a ajuda de seu editor, a mangaká transformou a comédia em uma história de batalhas mais típica da Jump onde Tsuna, junto com seus amigos, devem enfrentar outras famílias mafiosas como a Varia, por exemplo, e finalmente começamos a aprender um pouco mais sobre esse mundo criado pela Amano.

Surge o conceito de Shinu Ki no Honoo, que é basicamente a energia usada por eles (Ki no Dragon Ball, Chakra no Naruto, Cosmo em Cavaleiros do Zodíaco e por aí vai), quando surgem as futuras batalhas da Vongola.
A Shinu ki no Honoo é uma chama, que pode ter 7 atributos, fazendo com que a sua cor varie, também de 7 formas, formando o arco-íris. A chama despertada também depende da personalidade da pessoa e só aparecerá com a determinação, ou seja, o usuário da chama deve estar determinado a acendê-la para utilizar em batalha.
Chama Laranja – Atributo do céu, que aceita todos os tipos de clima, tempo e adversidades, é o elemento de Tsuna, que aceita todos os seus amigos como são, por mais diferentes (esquisitos) que sejam dele.
Chama Vermelha – É a chama da tempestade, agressiva, que ataca impiedosamente, elemento de Gokudera Hayato, o pavio mais curto do anime, literalmente e sempre se refere ao Tsuna como “Yuubanme” (décimo).
Chama Azul Celeste – Atributo da chuva, que é calma e lava o campo de batalha, elemento de Yamamoto Takechi (pode estar chovendo canivetes e ele vai falar que está tudo bem).
Chama Azul Indigo – Atributo da névoa, que engana o inimigo, elemento de Chrome Dokuro e Rokudo Mukuro, ambos ilusionistas.
Chama Roxa – Chama da nuvem, que se multiplica pelo céu e protege a família sozinho, elemento de Hibari Kyoya, suas frases principais são “Eu odeio grupos.” e “Vou te bater até a morte.”, por acaso ele é o líder do Comitê de Disciplina da escola de Tsuna.
Chama Verde – O Trovão. É o mais forte de todos os atributos, elemento do Lambo, a criança mafiosa mais irritante do mundo dos animes. He
Chama Amarela – A chama do sol, que brilha e protege a família com o próprio corpo, elemento de Sasagawa Ryohei.
As definições podem ficar meio sem sentido agora, mas ao mesmo tempo que definem a personalidade do usuário, também definem o modo como ele luta, mas vou explicar melhor agora. ^^’

Como eu disse antes, além de melhorar de modo geral, Tsuna precisa querendo ou não, encontrar seus guardiões, que se tornarão membros da família e formarão a décima geração da Vongola e mesmo não querendo ser o décimo chefe, acaba fazendo muitos amigos, que embarcam juntos com ele nessa aventura inesperada com Reborn. Utilizando como armas os anéis Vongola para utilizar suas chamas. Cada anel, também com o respectivo atributo da chama. (Eu tenho o da nuvem *-*).

Personagens principais:


Reborn

Além de ajudar Tsuna, também ajuda os outros no decorrer da história, o bichinho verde em sua cabeça é um camaleão chamado Leon, que se transforma em qualquer tipo de arma ou objeto, além do mais, é Leon que fabrica as X Gloves do Tsuna.



Sawada Tsunayoshi (Tsuna)

Coloquei as duas fotos, uma como ele é normalmente e outra quando fica quando desperta a chama. (notem o anel na segunda foto). Tsuna usa luvas (X Gloves) para atacar e voar com a sua chama, quando acontecem as batalhas, são as mesmas armas do Vongola Primo, o primeiro chefe da família.



Gokudera Hayato

Eu disse que ele é literalmente pavio curto. xD



Yamamoto Takeshi

Apesar da calmaria, Yamamoto é mestre no estilo Shigure Souen Ryu, que consite em 10 movimentos de ataque e defesa, todos com o nome de algum tipo de chuva. =]



Chrome Dokuro / Rokudo Mukuro

Chrome é uma garota que perdeu grande parte dos órgãos internos num acidente e Mukuro a salvou, criando para ela órgãos ilusórios, porém a ilusão é tão forte que é graças a isso que ela sobrevive, ao mesmo tempo, Chrome se tornou uma espécie de ‘’recipiente’’ para Mukuro, que por estar numa prisão de segurança máxima, usa também de ilusão para aparecer e derrotar o inimigo quando a situação pede.



Sasagawa Ryohei

Como na descrição do atributo, ele protege a família literalmente com o corpo, no caso, os punhos, Ryohei é lutador de boxe, seu lema é "Extremo!"



Lambo

Parece fofinho, mas é uma peste, o garoto tem só 5 anos e carrega de tudo nesse cabelo, desde todo tipo de bombas e armas, até uma especial, a “Jounen Basooka” que quando Lambo atira em si mesmo, faz com que troque de lugar com o seu eu de 10 anos no futuro por 5 minutos (loucura, não?). Uma coisa interessante nas lutas do Lambo, é que por ser criança ele não tem noção de como utilizar seu anel Vongola, mas acaba chorando tanto que consegue liberar a chama e lutar mesmo assim.



Hibari Kyoya


Por odiar grupos, Hibari sempre chega ou muito adiantado, ou muito atrasado com relação aos outros da família que sempre estão juntos, mas sempre está lá no momento de necessidade, suas armas são um par de tonfas, na qual ele utiliza a chama da nuvem. É meu personagem favorito. =]



Sasagawa Kyoko

Irmã do Ryohei, Tsuna gosta dela, mas nunca conseguiu expressar seus sentimentos. ^^’ Kyoko não sabe nada sobre Tsuna estar na máfia e Ryohei nunca conta para ela direito o que ocorre, quando estão em algum problema com as outras famílias e precisam lutar, mas ela sempre percebe que há algo errado e faz de tudo por seus amigos.


Haru Miura

É aluna de uma escola próxima de Tsuna e o conhece durante seu treinamento com Reborn, tem uma paixão platônica por ele e em sua cabeça, eles vão se casar e ela se tornará a esposa do décimo chefe da Vongola. Assim como Kyoko, mesmo que diga essas coisas, Haru não entende bem a situação, ambas se tornam grandes amigas e ficam juntas ajudando os outros.



Peço desculpas por mais uma vez o post ter ficado extra grande, mas eu juro que resumi o máximo que pude, para que a resenha fizesse sentido e vocês não se perdessem, sem dar muitos spoilers. D:
Para finalizar, Katekyo é meu animê preferido justamente pelos motivos citados acima. Tsuna é um fracote, mas um fracote que com o decorrer da história, faz tudo o que pode para pelo menos conseguir proteger aqueles que ama, seus amigos, sua família. O amadurecimento e crescimento do personagem é enorme, mesmo que de início ele sempre demonstre medo perante as situações.
Quanto aos outros personagens, todos vão crescendo junto com Tsuna também, nunca parando de treinar ou abandonando-o com o surgimento de um novo inimigo.
Outro ponto muito interessante são as chamas e o modo de luta, não basta você ter a chama do trovão, a mais forte e mesmo assim não ter determinação suficiente para acendê-la e liberá-la com máxima potência, no fim, ganha mesmo quem tem mais determinação. =]

Uma história perfeita, que em meio de intrigas mafiosas e batalhas, fala acima de tudo sobre amizade e perseverança.

Ps1: A editora panini já divulgou que vai lançar os mangás de Katekyo aqui no Brasil, porém ainda não há uma data estipulada.
Ps2: Akira Amano já está publicando um novo mangá que inclusive já tem animê, é uma distopia muito sensacional chamada Psycho-Pass, é incrível como não tem nenhum vestígio de Katekyo no roteiro da história, apenas no desenho que continua com o mesmo traço, nunca imaginei que ela faria algo assim. ^^ Eu estou acompanhando o animê, mas ainda há poucos episódios, então devo demorar um pouco pra falar dele por aqui.



Sobre mim: Caue Cavalcante, vive oficialmente em Santos mas está morando em Bauru por causa da faculdade. Viciado em jogos online (LoL, DC Universe e PW), tecnologia, internet, mangás, animes e cultura japonesa, acha o Homem-Aranha o melhor super herói do mundo e rock o melhor estilo de música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário