quarta-feira, 9 de março de 2011

De Corpo e Alma


Sinopse:
Duas vidas, duas almas, duas histórias, um corpo. Victória agora não está sozinha. Aonde quer que vá, o que quer que faça, ela tem consigo um companheiro que segue seus passos, que ouve seus pensamentos e que faz parte de sua vida. O problema, é que esse companheiro não tem boas intenções e também, é um demônio. A beleza e o mistério de Pierre são tão poderosos e capazes de atrair Victória, quanto sua natureza é capaz de lhe espantar. Medo e desejo, amor e ódio, coragem e loucura começam a andar juntos, quando Victória se lança na busca por saber mais sobre seu indesejável hóspede. E essa experiência vai mostrar-lhe um mundo diferente, um que jamais sonhou. Um lugar onde tudo parece fantástico e terrível ao mesmo tempo. Onde se entregar significa tanto a liberdade quanto a perdição. E onde vai descobrir que tudo é possível, até mesmo se apaixonar por Pierre.



Incontáveis vezes eu parei nessa mesma página, e tentei fazer uma resenha descente para esse livro. Infelizmente, os resultados foram péssimos, e espero finalmente conseguir fazer uma resenha boa o suficiente para demonstrar o quão bom é esse livro. Na verdade, será meio impossível, já que quando o livro é REALMENTE maravilhoso, eu fico totalmente sem palavras, sem saber como explicar tudo que senti ao lê-lo. A emoção, a agonia, risadas, muito choro (admito, haha) e um romance que te envolve do início ao fim.
Confesso que eu quase deixei de ir no aniversário de uma das minhas melhores amigas, para continuar a ler, pois havia parado numa cena muito frustante. Eu necessitava descobrir como tudo se desenrolaria, e a curiosidade era enorme!
Recebi De Corpo e Alma como cortesia do autor Willian Nascimento, que já nos cedeu uma entrevista para o blog, e sua obra mais conhecida pela internet é O Véu, disponível para todas as pessoas que quiserem ler, é somente baixar e conferir o quão maravilhosa a história é.
O Willian é um autor novo, sendo De Corpo e Alma seu primeiro livro a ser publicado, mas com certeza, não sendo o primeiro livro dele a ter uma história tão marcante. Com O Véu, eu li mais por curiosidade. A sinopse nem tinha me chamado tanta atenção, mas aos poucos, quando fui reparar, já estava totalmente viciada na história, e largá-la para fazer outras atividades era difícil viu, haha.
Com um toque de magia, encanto e descobertas, eu vi até algumas coincidências em ambos livros, e também admito ter amado isso, já que eu acho cada personagem com extrema importância na história, tendo cada um sua própria personalidade. Tanto que, para quem já leu O Véu, ao ler De Corpo e Alma, irá reparar em duas personagens, que já faziam parte do primeiro livro: Cassandra e Esmeralda. Juro que surtei quando as vi ali, não achei que teria ligação, mas lá estavam elas!
Somente o tema do livro já me dá empolgação: Demônios.
Que os anjos me desculpem, mas eu sempre fui a favor dos demônios. Quem nunca gostou dos malvados, vilões e que trazem consigo um ar inigualável de mistério? Às vezes os bonzinhos cansam e perdem a graça né, haha.

O começo do livro é bem calmo, sem grandes revelações, apenas contando o cotidiano de Victória, uma mulher que trabalhava numa editora, tendo o cargo de revisora e tradutora. Feliz, apesar de solitária, com problemas familiares e tendo em convivência apenas sua melhor amiga Vanessa.
Num dia, ela percebe que após uma saída com sua amiga, algo mudou. Não recorda exatamente o que fez para obter uma mudança tão frustante e drástica, mas algo em seu corpo está estranho. Ela sente uma raiva súbita de tudo e de todos, estourando com o primeiro que aparecesse em sua frente, a ponto de seu chefe lhe dar uma folga do trabalho, alegando ser excesso de cansaço. Porém, Victória sabe que não é isso. A raiva parece aumentar a cada segundo, acaba xingando acidentalmente pessoas próximas, e até comete atos (como chutar um animal) que ela jamais se arriscaria em fazer, sabendo o quanto está errada.

Numa dessas crises, na rua, ela acaba quase desmaiando, sendo salva por Cassandra, que a leva até sua sala, e lhe explica o que há de tão ruim em Victória. Cassandra, especialista nessa área, não tem dúvidas a respeito do caso: Victória está possuída por um demônio, que está se manifestando lentamente, embora seu grande plano seja invadi-la até ter controle total de seu corpo. Cassandra lhe oferece velas para realizar uma sessão para visitar o misterioso demônio numa cabana - um lugar que na verdade não existe, é somente em sua imaginação, e quando ela adormece, é transportada diretamente para lá.

O demônio apesar de ser rude, tem um lado que acaba encantando-a, e Victória passa a visitá-lo mais, sendo que sabe que não deveria se aproximar por alguém que quer dominar seu próprio corpo. Porém, o demônio acaba contando seu nome, algo que jamais fez com nenhuma de suas outras vítimas, e quando nota, já está contando segredos tanto de sua vida passada, como do purgatório e o quão ruim é lá.

Eu sinto que essa resenha ficou péssima, mas eu realmente não sei explicar como é uma história maravilhosa, e também se falasse mais algo, eu ia soltar muuitos spoilers. Para evitar, só digo que recomendo que todos leiam, pois com certeza absoluta, não irão se arrepender!! Você realmente acaba entrando na história, e vivendo com o personagem, o sofrimento, a alegria, as indecisões, e ainda mais a esperança de que no fim dê tudo certo... Aliás, isso me lembra como fiquei mal ao finalizar a leitura ): Já deu uma vontade enorme de reler, haha.
Parabéns pela história, Will! E quero mais livros, viu? Mal vejo a hora de ler mais uma história sua, pois TODAS são mais do que maravilhosas :D

Nenhum comentário:

Postar um comentário