domingo, 7 de novembro de 2010

The Book of Eli


Bom, depois de MUITO tempo, eu finalmente assisti ao filme The Book Of Eli, no português, O Livro de Eli.
Eu tinha baixado o filme, se não me engano, no final de Julho, para assistir junto com a Carol, mas as aulas começaram, a correria começou, e o pobre filme ficou esquecido na minha pastinha.
Ontem, eu converti o vídeo para mp4 file, para poder ver pelo mp4, então, eu comecei a assistir, enquanto ia para uma festa na cidade do lado. Mas aí, meu querido e amado estômago começou a embrulhar, e eu comecei a passar mal, e tive que parar o filme. Estranho, eu sei. Bom, então, hoje eu assisti o filme pelo meu ps3 *-* meu lindo salvador de costas ♥

Aviso: Spoiler.
Observação: Quando eu aprender a fazer uma resenha de filme sem dar spoiler, vou chegar gritando aqui. Aliás, se alguém souber fazer isso, me avisa. Adoraria aprender –S

Bom, o começo do filme eu achei meio macabro. Aquele gato, que parecia um Sphynix, estava comendo o que, um corpo? O pior foi o cara matando o gato, pra comer. Mas eu fiquei com uma dúvida... Pra quê a máscara de gás?
Bom, vamos para a história do filme, depois faço meus comentários surtados.



O filme fala de Eli (Denzel Washington). Bom, você só sabe que o nome dele é esse, por causa do nome do filme, e por ele ser o principal, já que ele só diz o nome mais pro fim do filme.
O filme se passa no futuro. Um mundo pós-guerra, em que civilização é uma palavra desconhecida, e sociedade foi extinta. É um futuro, onde poucas pessoas vivem, e lutam a cada minuto para sobreviver. Não chove, a cada canto que você olha, parece haver um cadáver, e para sair de dia, é necessário usar óculos de sol, pois o sol cega. O clima parece quente e seco, e esse clima do filme, essa falta de água, me deixou com a sensação de que eu estava toda suja, e que parecia que eu não lavava a mão há tempos.

O filme todo é uma luta para a sobrevivência. Eli precisa ir para Oeste, levar um livro que ele carrega. A bíblia. A última bíblia do mundo. Após a guerra, todas as bíblias foram queimadas, e pessoas diziam que esta foi a causa da guerra (ou seja, a bíblia, a religião).

Em seu caminho para o oeste, Eli encontra muitos ladrões, inclusive um cara, Carnegie (Gary Oldman) que quer a Bíblia. Acontece que, nesse futuro pós-guerra (vale lembrar que, pelo visto, essa guerra aconteceu a uns bons anos), a sociedade não conhece mais aquele mundo ‘antigo’(o que seria esse que vivemos hoje). Poucos são aqueles que conheceram o mundo antigo, pois esses são pessoas mais velhas (aproximadamente +40). Junto com isso, poucos são os alfabetizados, pois não existe mais escola. Os únicos que sabem ler são aqueles mais velhos, que aprenderam antes da guerra. Carnegie é um deles.

Carnegie é um homem ‘mal’, mas esperto. Ele manda seus capangas procurarem a Bíblia, mas que acaba a encontrando, é ele mesmo, quando Solara vê Eli com um livro, e é obrigada a falar para Carnegie como era a capa do livro. Uma cruz.
A partir daí, Carnegie começa a perseguir Eli, querendo o livro. Carnegie é algo como o prefeito de uma pequena cidade, e a procura de mais poder, ele quer a Bíblia para poder fazer as pessoas o seguirem, para poder comandar, pois, se não usada direito, todos sabemos que a Bíblia é uma arma (vide época de Joanna D’arc).
Enquanto Eli vai para Oeste com a Bíblia, fugindo de Carnegie, Solara vai com ele, dizendo que não aguenta mais aquela cidade. Aí então, descobrimos o porquê de Oeste.



“O que quer dizer quando fala que não é um livro qualquer?” – Solara.
“Só tem esse.” - Eli.
“Mesmo?”
“Após a guerra, as pessoas, intencionalmente, procuraram e destruíram todos os outros que o fogo não tinha consumido. Disseram que este foi o motivo de ter havido guerra. Enfim, é o único que sobreviveu.”
“E como o conseguiu?”.
“Disseram que a guerra abriu um buraco no céu, você deve ter ouvido essa história.”
“Já.”
“Fez um buraco no céu, o sol brilhou muito e acabou queimando tudo. Tudo e todos. Você teve sorte de se esconder em um lugar como esse ou no subterrâneo. Muitas pessoas não tiveram. Então, um ano depois, começamos a sair e ficamos vagando, sem saber o que fazer, tentando encontrar um lugar para sobreviver. Um dia... Ouvi uma voz. É difícil explicar, mas foi como... Como se estivesse saindo de dentro de mim. Mas eu podia ouvir tão claro quanto ouço você agora.”
“E o que a voz dizia?”.
“Essa voz me levou para um lugar onde eu achei o livro. Enterrado em escombros. A voz me disse para levar o livro pro oeste, e disse que um caminho seria construído para mim, eu seria... levado para um lugar, onde o livro estaria seguro. Disse que eu seria protegido contra qualquer um, qualquer coisa que cruzasse o meu caminho. E eu to caminhando até hoje.”


Bom, como se pode perceber, como todas as Bíblias foram queimadas, ninguém tem fé. No filme, todos desconhecem o significado de Deus e de fé. Eli procura levar esse conhecimento para o mundo, mas quer encontrar um lugar adequado, uma pessoa adequada para espalhar a fé.
No fim, descobri algo que realmente me surpreendeu. Não vou contar aqui, porque seria um spoiler muito MUITO grande.

Fim do Spoiler.

Nitidamente, o filme é religioso, mas eu recomendo. Fiquei ainda com algumas dúvidas no ar, do tipo, por que o sol cega? Por que teve guerra? O que iniciou essa guerra? E, o mais importante, no final, o que Solara ia fazer ao chegar onde disse que iria?
Eli foi corajoso, passou por muita coisa, e eu achei o final lindo. O filme mostra a importância da fé. Desculpa se você não é religioso (o filme é católico, mas no fim, o que importa é a fé). Mas, desde minhas aulas de sociologia, eu aprendi que a fé é importante, quer você acredite nela ou não. É essencial para o ser humano saber o que veio fazer na Terra. Na verdade, é essencial que ele tenha fé em algo. Não importa em que, mas é necessário.
Sendo você uma pessoa religiosa ou não, assista. O filme é legal, e caso você não goste de coisas assim, vale a pena por causa desse negócio de mundo pós-guerra, luta pela sobrevivência e etc.

Sério, eu ainda to com a sensação de que minha mão tá suja ): Droga.

Um comentário:

  1. eu qria vê esse filme, se a diretora num tivesse acabado com a graça acho q eu teria ainda mais vontade ç.ç mas eu vi uma parte do filme (numa montagem do mundo canibal, hehe) q ele eh mow ninja com aqlas espadinhas lah._. daí eu fiqei curioso pra vê desde o inicio, mas a diretora conto o final do filme no meio de um sermão pra classe, foi triste T.T

    ResponderExcluir