sexta-feira, 26 de outubro de 2018

#TOCANDOTERROR: Séries #020

Olá, dragons!

Podem relaxar que outubro já está acabando e não vou mais atormentar vocês com terror hahaha aliás, hoje trouxe umas dicas bem lights de séries. Vamos ver?

O #TOCANDOTERROR é um especial de terror para o mês do Halloween organizado por mim e pela Nana do Canto Cultzíneo. Acompanhe as postagens no Canto também!


Creeped out (Diário de horrores): Pensa em uma série que lembra Black Mirror, mas é mais teen e com episódios curtos e diretos, de apenas 20 minutos. Cada episódio começa falando sobre O Curioso, um ser que coleta histórias estranhas. Ele é atraído por elas, e sempre que você escutar seu assobio, é sinal de que algo bizarro está prestes a acontecer. No primeiro episódio, uma garota reclusa compra um celular altamente tecnológico que conversa com ela, e sua influência a torna popular no colégio. Mas até que ponto o celular teria boas intenções? Depois que ela começa a se envolver com o crush e o aparelho fica enciumado, ele mostra o mal que também é capaz de fazer. Em outro episódio, a filha, cansada de passar vergonha à custas dos pais, pede que eles fossem apenas normais, e seu pedido é atendido. Mas será que era isso o que ela realmente queria? E no meu episódio favorito, uma babá conta histórias de terror para todas as crianças, afim de se livrar delas e passar a noite com o amigo colorido. Mas e se desse vez realmente houvesse algo maligno na casa assombrando ela e a criança? Já deu pra perceber que a série é bem besta, né? Mas ao mesmo tempo é bem legal e com um grande toque de Black Mirror, com teorias bizarras e também possíveis. Os protagonistas são exclusivamente jovens, desde crianças até adolescentes. A primeira temporada está disponível na Netflix e conta com 13 episódios, cada um no máximo 25 minutos, o que torna a série bem ágil de assistir.

Trailer:


Light as a feather: Baseada na trilogia de Zoe Aarsen, a série conta a história de McKenna, que ainda sofre com a perda da irmã gêmea, e suas três melhores amigas. Um dia, após um breve desentendimento com a garota nova na escola, Violet, elas a convidam para uma reunião particular delas no cemitério, já tradição nas noites de Halloween. Lá, Violet dá a ideia de jogarem “Leve como uma pena, duro como uma tábua” (light as a feather), e assim ela prevê a morte das três amigas de McKenna. A princípio, ninguém levou a sério, acreditando ser apenas uma brincadeiras, mas quando uma das amigas morre exatamente do jeito que Violet previu, as suspeitas contra Violet começam a tomar força, embora houvesse a chance também de ser apenas uma coincidência. Enquanto isso, Violet tenta ao máximo se aproximar das meninas e se tornar amiga delas. A série está em sua primeira temporada e tem 10 episódios de 20 minutos cada. Ao longo dos episódios, temos o ponto de vista principalmente de McKenna, protagonista, mas temos também de suas amigas e de Violet, o que nos faz criar teorias a seu respeito e do que estaria realmente acontecendo. Seria Violet uma bruxa? Qual era o segredo que ela escondia? A série é bem teen e eu já vi Liana Liberato fazer papéis melhores, mas dá pra entreter e ficar curioso com o sobrenatural que envolve a história.

Trailer:


The Purge: Vamos falar de terror real? The Purge não tem fantasmas, vampiros, demônios ou lobisomens, mas tem algo muito pior: armas, violência, desrespeito, tortura, e está muito mais próximo da nossa realidade do que o paranormal. Acredito que todos conheçam a famosa franquia de filmes Uma Noite de Crime, e The Purge segue a mesma linha de construção: Na noite do expurgo, qualquer crime está liberado pelo período de 12 horas. Na série, acompanhamos a trajetória de Miguel tentando salvar sua irmã que se encontra numa seita onde se entregam voluntariamente à morte, cansados de viver; Jenna e Rick, um casal que se refugia do expurgo na festa de um sócio, mas que acabam se vendo numa enrascada; Jane, que manda matarem seu chefe abusivo e machista; e um homem misterioso que atende chamados de socorro, mas que até então suas verdadeiras intenções são uma incógnita. Por enquanto, a série conta com 8 episódios de 40 minutos cada, todos repletos de bastante ação, história e sangue. Algumas cenas são pesadas, características da saga, e se você gosta dos filmes, sem dúvidas vai curtir bastante a série também. Faz a gente refletir bastante e temer o nosso futuro.

Trailer:

Sobre mim: Carolina Rodrigues, 23 anos, biomédica e autora do livro O Poder da Vingança. Adora dançar e ir pra praia, mas o que a faz realmente feliz é poder passar um dia inteiro lendo, vendo séries, escrevendo histórias ou ouvindo música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário