quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Treze

Título: Treze
Autora: FML Pepper
Editora: Galera Record
Ano: 2017
Páginas: 406
Livro: Skoob
Sinopse:
Às vésperas de cometer o maior golpe de sua vida, a céticaRebeca vai a um parque de diversões decadente e se depara com uma enigmática cartomante que, contra a sua vontade, faz uma série de previsões bizarras sobre seu futuro. Para seu desespero, todas as nefastas previsões viriam a se concretizar e a arremessariam em um furacão de perdas e de derrotas. Quando sua vida chega ao fundo do poço, circunstâncias inesperadas lhe dão a chance de um recomeço e, querendo ou não, agora Rebeca não pode desprezar a última e mais perturbadora previsão da vidente: o número TREZE, ou melhor, o décimo terceiro namorado seria o homem que traria sua salvação. Longe dele, sua existência seria apenas caos e ruína. O que Rebeca jamais poderia imaginar, no entanto, é a que a cartomante camuflaria o predestinado atrás de charadas. Dois rapazes surgem em seu caminho e se encaixam perfeitamente nas pistas, mas apenas um deles será o grande amor da sua vida. É chegada a hora de decifrar o enigma do coração ou arriscar perder tudo para sempre.

Rebeca é uma hacker que usa suas habilidades para ajudar sua mãe a sobreviver em termos financeiros. Por ser a “gênia da informática” e acreditar em nada além das estatísticas, Rebeca sabe que, quando a amiga, Suzy, resolve visitar uma cartomante, a Madame Nadeje, haverá muito dinheiro extorquido. Suzy possui uma fé inabalável, enquanto Rebeca é extremamente cética. Ela confia apenas em fatos, e o fato daquela cena é que Madame Nadeje é uma grande salafrária que irá falar um monte de abobrinha sobre a vida de Suzy após acessar seus dados nas redes sociais e levará consigo todo o dinheiro da menina.

Rebeca fica transtornada e tenta de tudo para convencer a amiga a desistir da ideia. Ela não suporta ver a amiga botando tanta fé numa desconhecida que não passa de uma farsa, mas não tem jeito.

Mais tarde, quando cada uma está em seu respectivo carro retornando para a casa debaixo de uma tempestade, Rebeca se depara com uma pessoa vestida de vermelho no meio do caminho. Qual a surpresa de Rebeca quando percebe que a pessoa é ninguém mais, ninguém menos que Madame Nadeje?

Antes que tenha chance de pensar duas vezes, ela chama a cartomante e oferece carona. A madame logo aceita e elas percorrem o trajeto num silêncio incômodo. A cartomante faz Rebeca se sentir nervosa, desconfortável, algo incomum para ela, e tudo piora quando Madame Nadeje se vira e agarra as mãos de Rebeca, liberando uma cascata de previsões para a vida de Rebeca. Diz que ela deve desistir da enrascada que ela e sua mãe se meteram, e diz também que ela conhecerá o grande amor de sua vida na segunda faculdade, sendo ele o seu décimo terceiro namorado.

Rebeca não se deixa abater pelas palavras malucas da mulher e diz o quão errada ela está: Nunca teve pretensões de ir à faculdade, e certamente não irá, assim como nunca teve um namorado, apenas casos.

No entanto, mesmo que Rebeca se mantenha irredutível para as crenças da madame, ela sabe que algo está errado. A madame sabe de coisas confidenciais suas, como por exemplo ela ser hacker, e o encontro que ela e a mãe possuem no dia seguinte.

Naquela noite, a vida de Rebeca muda por completo. E quando ela presencia as coisas previstas por Madame Nadeje se realizando no dia seguinte, ela sabe que deveria ter lhe dado ouvidos.

O azar não existe.
Nem a sorte.
A vida é uma balança, e a estatística, os pesos. São eles que vão pender nossas vidas para um lado ou para o outro. Simples assim.


Karl é um lutador famoso de MMA. Na noite da final, em que ele é declarado campeão, Karl sente falta da pessoa mais importante em sua vida que deveria ter comparecido à luta.

Enquanto deveria estar comemorando sua vitória, Karl se direciona para a casa da namorada, Beatriz. Eles estão juntos há anos e ela sabe da importância que aquela luta em especial tinha para ele. Mesmo com o olho inchado e com as mãos cheias de sangue seco, ele vai atrás da namorada, sabendo que havia algo errado.

Chegando lá, ele a encontra com os olhos vermelhos de choro. Ao seu lado, está um cara que parece a apoiar, e é quando Karl entende tudo. Ela o estava traindo e não foi ao evento porque pretendia terminar o relacionamento deles.

Completamente atordoado, Karl pega a moto e sai à toda velocidade sem direção.

Naquela noite, a vida de Karl muda por completo. Karl sofre um acidente de moto e fica em coma durante três meses. Quando sua consciência retorna, o médico solta a bomba: Karl sofreu um traumatismo craniano e um coágulo se formou no cérebro. Um único baque pode ser fatal. Karl nunca mais poderá lutar.

Como, em questão de segundos, sua vida muda da felicidade extrema para o mais absoluto pavor?

Meses depois, com tudo o que a madame disse se concretizando, Rebeca crê cegamente em suas previsões. Depois de um número de eventos, lá estava ela em sua segunda faculdade, onde conheceria seu grande amor.

Karl estuda na mesma faculdade que Rebeca, mas eles acabam por se conhecer na cafeteria onde Karl trabalha. Depois da notícia dada pelo médico, ele estipulou regras em sua vida, e uma delas era não se envolver emocionalmente com ninguém. Ele tinha apenas casos e não dormia com a mesma garota mais de uma vez. Nenhuma delas merecia se relacionar com alguém que poderia morrer a qualquer momento.

De acordo com as dicas que Madame Nadeje deu a Rebeca, Eric era o seu cara perfeito, não tinha como ser outra pessoa. O problema é que ele ia ser o seu décimo segundo, e ela não podia deixar isso acontecer. A cartomante foi bem clara quando disse que seria o décimo terceiro o seu verdadeiro amor.

Quando Karl bota os olhos em Rebeca, ele sabe que vai precisar de todas as suas forças para se controlar. Um dia, Karl a salva de uma situação constrangedora e, a partir de então, eles se aproximam. A festa de aniversário da mãe de Karl está chegando, e depois de ter dito à sua mãe extremamente bondosa e doente que possuía uma namorada só para deixá-la feliz e tranquila, ele sabe que não pode desmentir agora em cima da hora. Ele precisa arranjar uma namorada falsa.

Enquanto isso, Rebeca precisa arranjar o seu décimo segundo namorado para enfim poder ficar com Eric. Para a surpresa dela, Karl pede para que ela o acompanhe durante o feriado no aniversário de sua mãe, fazendo o papel de sua namorada. E era justamente do que Rebeca precisava.

Acontece que o feriado só acentua o que existia entre eles. A atração e a química é palpável. Em poucos dias, Rebeca se vê acolhida pelos familiares de Karl e desejando fazer parte. E o que era para ser apenas uma farsa, se torna um sentimento real para Karl, o que é um erro, já que ele tem grande consideração por Eric e sabe que Rebeca só está ali para ajudá-lo.

Mas e se Rebeca também estivesse começando a se apaixonar por Karl? Toda a segurança e conforto que ela sentia ao seu lado deveria significar algo, não? Até porque, algumas características que a cartomante revelou de seu grande amor também batiam com Karl.

E se, no final das contas, Karl fosse o seu verdadeiro número 13?




Primeiramente, devo dizer que sou fã número 1 da FML Pepper. Li Não Pare! quando o livro ainda nem havia sido publicado pela editora Valentina, e foi amor à primeira vista pela trilogia inteira. Portanto, quando soube do lançamento de seu novo livro pela editora Galera Record, a felicidade que senti foi imensa.

No entanto, apesar de 90% das resenhas no Skoob serem positivas, vi algumas críticas que me deixaram com o pé atrás. Ainda assim, confiando na escrita e na criatividade da FML, resolvi dar de presente pra mim mesma de Natal o livro e ter a minha própria opinião quanto à história, então vamos lá.

Logo no início o cenário me entreteve. Suzy e Rebeca estão tarde da noite num parque de diversões, prestes a fechar, quando encontram a cartomante. Rebeca já não me passou uma boa primeira impressão. O problema não foi ser cética, e sim não dar crédito para a fé da amiga, não aceitar a crença e nas vontades dos outros. Ela faz um rebuliço desnecessário, e se mostra logo de cara uma protagonista impaciente, nervosa e reclamona. Tudo ela tem que dar uma opinião contrária.

Karl, então, me passou uma imagem pior ainda. Chega na casa da namorada com aquela pose de “eu sou o gostosão”. Depois, vem dar uma de macho alfa pra cima dela, bem típico dos personagens cansativos da Abbi Glines, e pra piorar é agressivo. Ele luta MMA, ok, mas isso não o dá direito de sair socando quem bem entender. No caso, ele queria socar o cara com quem ela o estava traindo, pra deixar claro. Ele exala violência, e o jeito como ele sai disparado que nem um louco dá pra ver como ele não tem muito controle sobre suas ações.

A boa notícia é que Rebeca e Karl evoluem. Sim, eles amadurecem com o tempo e com os tapas que levaram da vida, só que... Não foi 100%, sabe?

Rebeca passou de reclamona pra obcecada por tudo o que a madame disse. Começou a fazer muita merda em prol disso, e Suzy ainda a apoiava de um jeito assustador. Ela nem queria escutar o que Rebeca tinha a dizer quanto a Karl.

E já Karl só abandonou a vida de garanhão violento porque não teve outra opção. Continuou arrogante em certos momentos e, para ser sincera, a parte dele que mais o salva é sua família. A dedicação e o amor dele com a mãe a irmã são bem reais e bonitos de ver. Karl é o badboy que, lá no fundo, possui um coração bom e tem também suas fraquezas. Mas desculpa, Karl, ainda sou mais o Richard. Saudades Richard.

Agora, vou comentar sobre dois pontos que talvez sejam spoilers, então se não quiserem saber é só pular.

Li em uma resenha sobre haver um pré-estupro com Rebeca e depois Karl, que a salva, fantasiar com a menina seminua. Sim, é verdade. Talvez pra alguns isso vá incomodar, mas eu já li tanta coisa do tipo em outros livros que ao menos pra mim não fez grande diferença. Acho que todos temos pensamentos obscuros que guardamos pra nós mesmos, e ao menos ele a respeitou, passou longe de tocá-la e evitou ao máximo encará-la naquele estado.

Mas o ponto que REALMENTE achei um absurdo foi a traição. Karl foi traído. Ele SABE qual é a sensação. Ele sofreu um traumatismo craniano graças a essa revelação, pelo amor! Daí ele vai e faz o que? Pega a menina com quem o amigo dele ta ficando. Tipo, sério, gente? Qual a moral nisso tudo? A vida não era pra ser uma lição? O que ele aprendeu com tudo o que passou naquela noite, afinal?

Rebeca já estava ficando com Eric antes de topar o feriado com Karl. Eles não estavam namorando, mas estavam ficando sério. Ele mandava mensagem pra ela dizendo que não tinha olhos pra mais ninguém, e ela o correspondia porque no fundo também gostava dele. E Karl presenciava tudo isso! Sei lá, acho que se ele declarasse o seu amor por ela e desse um beijo aqui, outro ali pra confirmar isso, eu ainda entenderia. Mas eles ultrapassaram todos os limites, e eu só pensava no coitado do Eric sendo feito de trouxa e de corno, enquanto o próprio Karl já passou pelo mesmo.

FIM DO SPOILER

Daí vocês me perguntam: Nossa, o que você gostou no livro então se deu 4 estrelas e até agora só meteu pau na história?

Apesar das ressalvas, comecei a ler o livro eram 20h e terminei às 2h da matina. Não me canso de elogiar a escrita da FML. É empolgante, envolvente e extremamente fluida. Quando fui me dar conta já estava na página 200 e nem vi o tempo passar. Aos poucos os personagens foram se tornando mais familiares, e eu já estava vivendo a trama com eles, sofrendo suas angústias, acompanhando sua paixão. Ansiava por descobrir qual seria o desenrolar de todo o drama, torcia para que tudo se resolvesse bem.

A história é inteligente, criativa e muito bem desenvolvida. FML nos mostra o passado, o presente e o provável futuro do casal. Apresenta suas dores, seus fantasmas, o motivo por trás da forma como agem, e o que traz paz aos seus corações.

Em suma, 13 é uma obra repleta de fantasia e romance. A mensagem final é terna, bonita e compreensível. Do ceticismo, Rebeca encontrou seu caminho para a fé ao lado das pessoas que tornou a amar. As questões levantadas por FML são válidas, embora ela entregue as respostas apenas no final. Seria o destino que os juntou? Uma força maior? Sorte ou azar? Existem de verdade pessoas com o dom de prever? São milhares de pontos ressaltados pela autora que nos levam a refletir, mesmo após horas depois do término da leitura.

Sou suspeita a falar da trilogia Não Pare!, já que possuo um grande carinho pela história, então claro que ainda é o meu favorito da autora. Ainda assim, gostei de ver a evolução da escrita da FML, e principalmente de conferir uma história diferente sua. Você tem um futuro brilhante pela frente, FML! Abuse do seu talento e escreva milhões de livros, porque pode ter certeza que eu vou ler cada um deles!

Nota: 4


Sobre mim: Carolina Rodrigues, 22 anos, biomédica e autora do livro O Poder da Vingança. Adora dançar e ir pra praia, mas o que a faz realmente feliz é poder passar um dia inteiro lendo, vendo séries, escrevendo histórias ou ouvindo música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário