terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Amor & Gelato

Título: Amor & Gelato
Autora: Jenna Evans Welch
Editora: Intrínseca
Ano: 2017
Páginas: 320
Livro: Skoob
Sinopse:
Lina foi passar o verão na Toscânia para cumprir o desejo da mãe - conhecer o seu pai, que desapareceu à 16 anos. Mas a descoberta do diário da vida da sua mãe em Itália vai mudar tudo.
Vai conhecer um mundo mágico de amores proibidos e um segredo que vai transformar tudo o que ela julgava saber sobre a sua mãe, o seu pai, e até ela própria.
Um livro perfeito para todos os fãs de John Green e Rainbow Rowell.

Sim, gente! Amor & Gelato é tudo isso e mais um pouco do que andam dizendo.

- Sabe, as pessoas vêm para a Itália por vários motivos, mas, quando ficam aqui, é só por dois.
- Quais?
- Amor e gelato.

Aos 16 anos, Lina teve uma surpresa arrasadora quando sua mãe falecera de câncer no pâncreas. Após ser diagnosticada, sua mãe passou a falar bastante sobre um cara chamado Howard que conhecera na época da faculdade. Contava as histórias que viveram juntos, e os momentos felizes que compartilharam. Até que ela pede para que Lina vá morar com ele em Toscânia, na Itália.

A princípio, Lina não havia compreendido o pedido, mas depois a avó explicara que Howard era seu pai. Seis meses depois da morte da mãe, Lina ainda se recusava a passar o verão com o pai desconhecido, e a avó a convence ao lembrá-la de que fizera uma promessa à sua mãe.

Logo que Lina encontra Howard, ela percebe as diferenças gigantescas entre eles: a altura, a cor de cabelo... Enquanto Lina sempre fora confundida com a mãe devido à semelhança. Como se não fosse ruim o bastante ter que passar o verão inteiro ao lado do pai que nunca dera sinal de vida antes, ele ainda morava num cemitério, que era mais um memorial para os mortos na Segunda Guerra Mundial.

Os primeiros dias são desconfortáveis. Apesar de Howard ser receptivo e estar sempre disposto a levá-la para conhecer a cidade e os pontos turísticos, existe um clima forte de tensão pairando sobre eles. Lina ainda sente muito a falta da mãe, e não sabe exatamente como interagir com um homem que nunca fora citado antes da doença.

Num dia, Sonia, a moça que também trabalha no cemitério, entrega um diário para Lina. Ela diz que o recebera pelo correio, e claramente era um dos diários da mãe de Lina. Sua mãe possuía o hábito de escrever diários e deixá-los abertos para que qualquer um lesse, já que na maioria das vezes o que ela escrevia era engraçado e acabava divertindo as pessoas. Mas aquele diário parecia ser diferente, e já começava com uma frase que fez Lina tremer na base. Aquela era a sua história. Era tudo o que ela escondera de Lina por anos. Era a época em que fizera faculdade na Itália, como fizera amigos e se apaixonara. E após ler as primeiras páginas, Lina entende como Howard parecia conhecer a mãe dela de um modo totalmente diferente.

Assim, aos poucos, vamos acompanhando as descobertas de Lina a respeito do que a mãe viveu através de seu diário. Mas Lina não está sozinha. Logo nos primeiros dias ela conhece Ren, um garoto que mora próximo ao cemitério e que se encarrega de apresentá-la às partes boas da cidade, como o prazer de comer gelato, e introduzí-la ao seu grupo de amigos. Lina se vê tão confortável e solta ao seu lado que resolve confiar o segredo do diário nele, e juntos eles vão em busca de respostas. Seria Howard o verdadeiro pai de Lina? Teria a mãe dela escondido informações bem mais importantes? Porque ela mandara Lina para a Itália depois de tanto tempo, afinal de contas?

Naquele breve momento eu me senti viva, muito mais do que durante todo o ano anterior. Talvez durante toda a minha vida.


Eu tenho um certo pré-conceito inexplicável com livros modinha. Enquanto estão fazendo sucesso, eu dificilmente tenho vontade de lê-los, mas depois que a febre passa, eu acabo me arriscando e por muitas vezes me surpreendendo. E que delícia de surpresa eu tive com Amor & Gelato! Sempre que via resenha da obra eu achava que tinha um quê de romance leve demais, e é leve sim, mas daqueles que embala o seu coração e te faz suspirar. É daqueles que te faz voltar a ser uma garotinha de 12 anos que baba pelo crush mais velho. E isso é bom, tá? Hahaha. Não pelo romance ser ingênuo nem nada, é só que é muito fofo e verdadeiro! Não existem complicações. Não tem dramalhão, não tem chororô. As coisas entre o casal se resolvem fácil e a amizade construída é daquelas que você deseja ter uma igual.

Mas não é só de romance que Amor & Gelato é feito. Acima de qualquer coisa, a história trata de superação e sacrifícios. A mãe de Lina é uma incógnita por um bom tempo. Através dos diários, é possível ver como seu espírito era alegre e bem-humorado. Vagarosamente, se percebe essa energia desvanecendo, e quando ela descobre a gravidez, ela se transforma por completo, onde os seus princípios não são mais os mesmos de antes. Ela deixa de ser apenas uma garota boba apaixonada e se torna numa mulher responsável que prefere sofrer sozinha a levar os outros junto no seu sofrimento. Prefere valorizar quem ama e quem sempre esteve por perto. É bonito acompanhar essa evolução.

O único "problema" que eu tive foi com o ritmo da leitura da Lina com o diário. Parecia o Clay de Os 13 Porquês assistindo as fitas. Eu queria balançar ela pra que ela lesse tudo logo de uma vez antes de formar conclusões precipitadas. Mas ô mulher difícil! Ela criava uma teoria na cabeça e nem queria ler o resto. Ela já saía em busca de respostas por fora, através de terceiros, sendo que na página seguinte a mãe já respondia tudo. Claro que a autora montou esse esquema pra dar ação ao livro, mas ainda assim, pros leitores que pensam de uma forma lógica, dá nos nervos essa inquietação dela. No início é compreensível, já que ler o diário, as palavras da mãe dela, machuca pelas lembranças e pela falta que a mãe faz, mas depois quando ela entra no embalo não haveria necessidade da correria toda que ela fez atrás das respostas. Mas tudo bem, foi pra ela viver as emoções. Olha só eu que preguiçosa, ia fazer que nem o Howard, ler o diário inteiro em duas horas, numa sentada só!

Não vou falar muito do Howard ou da relação dele com a Lina porque seria spoiler, mas digo que assim como o livro por inteiro, foi algo bem fofo e tocante. As vezes também queria fazer a Lina parar de fugir do coitado e conversar decentemente com ele de uma vez por todas, mas é tudo justificável, já que mesmo que o cara estivesse se esforçando e dando o melhor de si, ele não passava de um desconhecido que de repente era o seu pai.

Amor & Gelato é uma obra incrivelmente terna, de narração ágil e comovente que vai te deixar louco de vontade de viajar pra Itália, visitar os locais citados e comer muito, mas muito gelato! Ciao!

Nota: 5


Sobre mim: Carolina Rodrigues, 22 anos, biomédica e autora do livro O Poder da Vingança. Adora dançar e ir pra praia, mas o que a faz realmente feliz é poder passar um dia inteiro lendo, vendo séries, escrevendo histórias ou ouvindo música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário