domingo, 22 de janeiro de 2017

Gelo Negro


Autor: Andrew Lane
Série: Jovem Sherlock Holmes#3
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Páginas: 256
Livro: Skoob
Sinopse:
Quando o irmão de Sherlock é surpreendido com uma faca nas mãos, debruçado sobre um cadáver, todas as evidências indicam que se trata de um assassinato. Mas o garoto não acredita nisso, e sua natureza inquieta não o permitirá deixar de lado a oportunidade de investigar o caso a fundo — especialmente porque dessa vez não é apenas a solução de um mistério que está em jogo. Caso a verdade não venha à tona, Mycroft será condenado à forca.
Em uma eletrizante busca por provas, Sherlock irá mais longe do que jamais foi, até a distante Moscou. Para salvar Mycroft, ele precisa deduzir a identidade do verdadeiro criminoso, mas as dúvidas são muitas. E os perigos também.


E lá vamos nós por mais aventuras de Sherlock Holmes!
Eu sempre quis ler os livros do Jovem Sherlock, mas sabe quando a oportunidade nunca aparece? Até que a linda da Amazon fez uma promoção e eu acabei começando pelo... Três. É.

Em Gelo Negro, Sherlock e seu tutor, Amyus Crowe, vão visitar Mycroft em seu serviço e acabam tendo que tentar livrá-lo de uma acusação de crime: um assassinato com apenas duas pessoas trancadas numa sala.

O assassinato é resolvido muito rápido, tanto que eu fiquei até meio triste, mas, investigando, eles acabam descobrindo que a rede de mistério toma proporções internacionais, e nos vemos investigando a compra do Aslaka (uma coisa que eu nunca soube, e achei muito legal descobrir mais sobre) e como a Rússia e o czar estão envolvidos nisso.

Sherlock, aqui, ainda é muito novo, no início de sua adolescência, então é só a sombra daquilo que lemos com Sir Arthur. Ele ainda está desenvolvendo suas habilidades investigativas, com a ajuda de seu tutor americano Amyus e seu irmaõ, Mycroft.

Ainda assim, eu gostei muito do que encontrei. Uma pessoa que não sabe de tudo, que está aprendendo, que erra. Afinal, ninguém nasce Sherlock Holmes, é preciso muito treino e experiência.

- As emoções não são lógicas, Sherlock. Não seguem regras.
– Então não gosto de emoções – declarou ele, com rebeldia. – Elas só causam confusão e sofrimento.
As palavras pairaram no ar entre eles por um longo instante, vibrando como um sino.
– Algumas emoções valem a pena. – disse ela com a voz suave enquanto se virava. Depois abaixou e pegou o balde. – Pelo menos eu acho que sim, mesmo que você pense diferente.
Virgínia se afastou, seguindo para o terreno atrás da casa. Sherlock a observou até ela desaparecer atrás do chalé. Tinha a sensação de que algo importante acabara de acontecer, mas não sabia ao certo o quê.

A primeira metade do livro eu achei mais arrastada. A parte da Rússia foi a mais envolvente, em minha opinião. E eu, sinceramente, não consegui imaginar algo tão complexo, mesmo que tão minimamente calculado – uma jogada de risco.

Um personagem que gostei muito foi Rufus Stone, que aparece nos livros anteriores e nesse há algumas revelações sobre ele, que acabaram por ser um “spoiler” pra minha pessoa que não leu os dois primeiros. Ainda assim, foi um personagem mais leve e que gostei muito.

Não é obrigatório começar a série do 01, mas com certeza indicado, pois perdi muitas das referências aos livros e aventuras anteriores, bem como alguns personagens. De qualquer maneira, nada que atrapalhasse o entendimento deste.

Andrew foi genial ao desenvolver o jovem Sherlock como o tem feito. É realmente algo que eu esperaria desse personagem, nessa idade. E eu gosto muito dele. Não sei quais os planos de Andrew para conforme ele envelhece, mas devo dizer que pretendo ler mais livros do jovem Sherlock, principalmente depois de ver que quem leu os outros, também achou esse mais arrastado, ou seja, não me decepcionarei com os outros.

Confesso que quero saber qual é o real estado da situação. Não gosto de incerteza. É como ter uma dor de dente irritante.

Nota: 4




Sobre mim: Letícia Proença (Leeh), dois patinhos na lagoa, estudante de Medicina Veterinária em Botucatu, até hoje não sabe como leva a graduação e a paixão por sites e livros lado a lado. Canceriana louca, gostaria de saber como aumentar as horas do dia para poder fazer tudo o que gosta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário