quarta-feira, 27 de julho de 2016

Ligeiramente Seduzidos

Título: Ligeiramente Seduzidos
Título Original: Slightly Tempted
Autora: Mary Balogh
Série: Os Bedwyn - #4
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 288
Tradução: Ana Rodrigues
Livro: Skoob
Sinopse:
Jovem, estonteante e nascida em berço de ouro. É apenas isso que Gervase Ashford, o conde de Rosthorn, enxerga em Morgan Bedwyn quando a conhece, num dos bailes da alta sociedade inglesa em Bruxelas.
Em circunstâncias normais, ele não olharia para ela duas vezes - prefere mulheres mais velhas e experientes. Porém, ao saber que Morgan é irmã de Wulfric Bedwyn, a quem Gervase culpa pelos nove anos que passou longe da Inglaterra, decide que ela é o instrumento perfeito para satisfazer seu desejo de vingança.
Mas Morgan, apesar de jovem e inocente, também é independente e voluntariosa e, assim que entende as intenções do conde, se prepara para virar o jogo e deixar claro que não se deixará manipular por ninguém.
Em Ligeiramente Seduzidos, quarto livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos brinda com mais uma história fascinante. Em uma trama repleta de traição e vingança, escândalo e sedução, ela mostra que o caminho para o amor pode ser difícil, mas que a recompensa faz cada passo valer a pena.

Após 9 anos longe da Inglaterra, sua cidade natal, o conde de Rosthorn, Gervase Ashford, encontra num baile em Bruxelas justamente Morgan Bedwyn, irmã de Wulfric Bedwyn, o homem de quem por nove anos desejou se vingar.

Essa era a sua chance.

Embora Morgan fosse jovem, ela possuía uma inteligência e interesse político difícil de acreditar. O conde admira a ousadia da moça e a convida para uma valsa. Depois, para um baile ao ar livre.

Morgan é consciente de sua beleza e do interesse descarado do conde, mas flertar com ele é agradável demais para se recusar a tal diversão. Ela conhece sua fama de libertino e o perigo que sua reputação corre, mas ela não se importa. Até porque, seu coração está bem protegido.

Só que o jogo vira, e o conde se encontra afeiçoado demais para levar a vingança adiante. A aproximação o faz admirá-la e desejar o seu bem. E já ela encontra nele um verdadeiro amigo.


O diferencial da história acaba sendo justamente a amizade deles. Em 99% dos romances de época temos casais que ardem em desejo um pelo outro, mas isso não acontece em Ligeiramente Seduzidos.

Temos bastante enfoque na guerra, e o conde fornece suporte à Morgan que sofre a perda de uma pessoa importante no caminho, e isso provoca comentários da sociedade a respeito dos dois. O conde age de forma justa e cavalheira o tempo inteiro, e por isso a raiva que fiquei de Morgan foi grande.

A mocinha geralmente se faz de difícil, mas Morgan conseguiu ir além. Ela tem uma convicção tão grande de que não entregará seu coração para qualquer um que simplesmente não se permite enxergar o que está em sua frente. Entendo ela duvidar, mas chegou uma hora que eu queria balançar ela de tão esgotante que a situação se tornou. Ele a amava com toda a sinceridade, e ela preferia pisar em cima do que se arriscar.

Tirando esse detalhe, é uma história bonita e encantadora, mas não a melhor da série.

Nota: 4

Sobre mim: Carolina Rodrigues, 21 anos, mora em Santos e cursa faculdade de Biomedicina. Adora dançar e ir pra praia, mas o que a faz realmente feliz é poder passar um dia inteiro lendo, vendo séries, escrevendo histórias ou ouvindo música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário