quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Gelo Negro

Título: Gelo Negro
Título Original: Black Ice
Autora: Becca Fitzpatrick
Editora: Intrínseca
Páginas: 304
Ano: 2015
Livro: Skoob
Sinopse:
Britt Pfeiffer passou meses se preparando para uma trilha na Cordilheira Teton, um lugar cheio de mistérios. Antes mesmo de chegar à cabana nas montanhas, ela e a melhor amiga, Korbie, enfrentam uma nevasca avassaladora e são obrigadas a abandonar o carro e procurar ajuda. As duas acabam sendo acolhidas por dois homens atraentes e imaginam que estão em segurança. Os homens, porém, são criminosos foragidos e as fazem reféns. Para sobreviver, Britt precisará enfrentar o frio e a neve para guiar os sequestradores para fora das montanhas. Durante a arriscada jornada em meio à natureza selvagem, um homem se mostra mais um aliado do que um inimigo, e Britt acaba se deixando envolver. Será que ela pode confiar nele? Sua vida dependerá dessa resposta.

Nas férias, algumas pessoas gostam de ir à praia, enquanto outras preferem fazer trilhas. Britt não está dentro da primeira e nem da segunda classificação, mas acaba escolhendo as trilhas na Cordilheira Teton para se sentir mais próxima de Calvin, o irmão da sua melhor amiga Korbie e o amor de sua vida que terminara com ela oito meses antes. Ela sabia que ele ia estar na casa de férias da família, e lá no fundo ainda havia uma esperança de tê-lo de volta.

Mas o que Britt e Korbie não esperavam era uma tempestade na estrada a caminho da casa. Quanto mais se distanciavam, mais a tempestade junto da neve pegava força, as obrigando a parar já que não enxergavam um palmo à frente. Desesperadas e sabendo que congelariam se permanecessem no carro, Britt arrasta Korbie contra a vontade da amiga pela neve em busca de abrigo, até que finalmente encontram uma casa iluminada por dentro.

Quando a porta se abre, elas se deparam com dois homens de boa afeição e porte, chamados Mason e Shaun. Shaun logo se anima e deixa que elas passem a noite lá para se refugiarem, mas Mason parece relutante, tentando convencê-las de toda forma a irem embora. Mesmo com a insistência, as duas acabam permanecendo na casa. Embora as coisas estivessem um pouco estranhas, e muitos detalhes na casa despertassem a atenção de Britt, de forma alguma ela esperava que Shaun fosse sacar uma arma do bolso e apontar na direção delas, anunciando um sequestro. Talvez Mason, mas não Shaun, todo sorridente e atraente.

Mason e Shaun querem os equipamentos delas que estão no carro para fugir. Mas pra isso Britt precisa guiá-los, e sabe que Korbie não sobreviveria se fosse com eles, não com todo seu drama. Quanto tempo ela mesma conseguiria sobreviver nas montanhas debaixo da tempestade e do frio que só crescia? Quanto tempo Calvin demoraria pra perceber o sumiço e ir atrás delas? Quanto tempo elas durariam nas mãos deles até que dessem conta que elas não eram mais úteis?

Caz uma vez me dissera que você sabe que está confortável com outra pessoa quando podem se sentar em silêncio e não se sentirem obrigados a falar alguma coisa. Era assim que Jude e eu estávamos naquele momento.

Sempre achei a capa desse livro esplêndida, assim como seu título, mas nunca havia lido afundo a respeito da história até ler a resenha no blog Postando Trechos, e imediatamente me apaixonei pela premissa. Eu sou meio (muito) fascinada por obras que envolvam sequestro, então me senti na urgência de ler o quanto antes possível, e devo dizer que devorei o livro, não só por gostar do gênero, mas por a história ser boa mesmo.

Britt é uma personagem completamente humana. Ela sempre foi acostumada a depender do pai e do irmão, portanto foi um choque se encontrar numa situação daquelas, mas em momento algum ela desabou ou se fez de coitada; ela descobriu o quão corajosa podia ser quando sua vida dependia somente dela própria. Só me irritou um pouco no final, quando ela tinha provas o suficiente pra compreender a verdade, e ainda assim insistia em incriminar a pessoa errada. E infelizmente não posso falar muito dos outros personagens, pois já revelaria muita coisa, mas garanto que todos tem um papel enorme.

A leitura flui com facilidade, não tem elementos obscuros, nem é obrigatório ter estômago forte pra ler. Na verdade é bem leve se comparado à maioria dos suspenses, e ainda tem um toque de romance na medida certa. É um livro que trata de mentiras, do que decepções podem levar uma pessoa a fazer, e principalmente de confiança. Já tinha lido Hush Hush da mesma autora e adoro a escrita dela, é forte e transmite toda a bravura e hesitações dos personagens. Por mim eu ficaria muito mais tempo falando desse livro, e é frustrante não poder soltar mais nada hahaha então leiam pra que eu possa surtar junto!

Nota: 5

Sobre mim: Carolina Rodrigues, 20 anos, mora em Santos e cursa faculdade de Biomedicina. Adora dançar e ir pra praia, mas o que a faz realmente feliz é poder passar um dia inteiro lendo, vendo séries, escrevendo histórias ou ouvindo música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário