quarta-feira, 22 de julho de 2015

[DESAFIO DE GÊNERO: Época] Segredos de uma noite de verão

Título: Segredos de uma noite de verão
Título Original: Secrets of a summer night
Autora: Lisa Kleypas
Série: As Quatro Estações do Amor
Editora: Arqueiro
Livro: Skoob
Sinopse:
Apesar de sua beleza e de seus modos encantadores, Annabelle Peyton nunca foi tirada para dançar nos eventos da sociedade londrina. Como qualquer moça de sua idade, ela mantém as esperanças de encontrar alguém, mas, sem um dote para oferecer e vendo a família em situação difícil, amor é um luxo ao qual não pode se dar. Certa noite, em um dos bailes da temporada, conhece outras três moças também cansadas de ver o tempo passar sem ninguém para dividir sua vida. Juntas, as quatro dão início a um plano: usar todo o seu charme e sua astúcia feminina para encontrar um marido para cada, começando por Annabelle. No entanto, o admirador mais intrigante e persistente de Annabelle, o rico e poderoso Simon Hunt, não parece ter interesse em levá-la ao altar – apenas a prazeres irresistíveis em seu quarto. A jovem está decidida a rejeitar essa proposta, só que é cada vez mais difícil resistir à sedução do rapaz. As amigas se esforçam para encontrar um pretendente mais apropriado para ela. Mas a tarefa se complica depois que, numa noite de verão, Annabelle se entrega aos beijos tentadores de Simon... e descobre que o amor é um jogo perigoso.

Annabelle Peyton possui uma beleza de tirar o fôlego de qualquer pretendente, mas pela falta de dote e por sua família não fazer parte da nobreza, ela nunca chegou nem mesmo a ser tirada pra dançar. Com 25 anos, Annabelle sabe que está em sua última temporada. Depois disso ela se tornará uma solteirona ou amante de algum duque para se sustentar, mas não é isso o que Annabelle deseja, nem as outras três garotas que passaram a temporada sentadas ao seu lado na mesma situação. E como se tivessem captado a ideia, as quatro iniciam uma conversa que mostra o tempo que perderam solitárias quando podiam estar juntas, sendo verdadeiras amigas e bolando planos, pois é o que acontece. Encabuladas e obstinadas a casar de qualquer forma, Annabelle, Lilian, Daisy e Evie montam um plano onde irão arranjar um marido para cada uma delas, começando pela mais velha, que no caso é Annabelle, e seguindo em ordem decrescente.

A parte difícil é que não existem muitas opções. O único viável é Kendall, que além de tímido é atacado por todas as moças, que não são poucas. Ainda assim, Annabelle encontra formas de jogar seu charme e encantar Kendall. Tudo seria tremendamente mais fácil se não fosse por Simon Hunt, o homem famoso por não querer compromisso algum, e que insistia em importunar justamente Annabelle, além de ser exatamente o único a de fato convidá-la para dançar. Simon sabia o quanto tirava Annabelle do sério, ao mesmo tempo em que era óbvio o quanto se desejavam. E esse era o problema. Simon precisava lutar contra aquele sentimento tenebroso, e Annabelle não podia se entregar, já que ele somente a desejava como uma amante.

Fiquei estupefata quando recebi esse livro. Veio numa caixa preta que já instiga a curiosidade, e quando abri foi impossível não me apaixonar de cara. Os marcadores são incrivelmente belos, diferentes, bem compactos e fáceis de marcar a página. Vieram quatro marcadores, um com a capa de cada livro que compõe da série. E a edição do livro, então, meu Deus! A capa tem uma mistura de cores que combinou perfeitamente, ainda mais com esse céu com traços do sol se pondo. São cores bem suaves que dão um toque bem feminino e delicado. Depois disso, fui pra praia ler e quando notei já estava quase na metade do livro, e só parei porque meu cérebro estava fritando debaixo de 30°C. Mas foi só chegar em casa que retornei à leitura e finalizei no mesmo dia.






















A autora vai direto ao ponto, sem enrolações. Annabelle é uma mulher confiante, forte e de palavra, bem diferente de suas amigas. Evie é gaga e profundamente tímida. Lilian e Daisy são irmãs que vieram da América e precisam urgentemente de uma madrinha para lhes ensinar bons modos; elas são despojadas, ousadas, e não se preocupam com o que pensam a respeito delas. Essa diferença de personalidade faz com que o leitor consiga identificar os personagens com maior tranquilidade, e creio que isso seja de suma importância pros próximos volumes.

Simon é um personagem que me cativou do início ao fim. Os fiéis leitores de romances de época com certeza já repararam que na maior parte das histórias o homem é a figura rude, teimosa, que não perde a compostura e aparenta estar sempre de mau humor. Mas a Lisa conseguiu de fato construir um personagem que é inteiramente o que diz ser desde o começo. Ele não é aquele homem que depois que se apaixona se põe a correr atrás da moça e torná-la seu mundo. Ele é honesto, por mais que suas palavras machuquem, e ele não se sente obrigado a mudar a forma de agir por Annabelle. Na verdade, os dois sabem que um dia vão acabar se matando de tanto se desentenderem, mas são também essas diferenças que os atraem.

- Não fiz nada de errado - afirmou Annabelle de repente, perguntando-se porque a opinião de Hunt importava para ela. - E também não me arrependo de nada.
- É uma pena - rebateu Hunt tranquilamente. - Arrepender-se é o único sinal de que se está fazendo algo de interessante na vida.

Depois de ter lido tantos romances de época, eu achava que nada mais fosse me surpreender. Engano meu. Lisa Kleypas mais uma vez criou uma obra magnífica, que te deixa tão entorpecido quanto a capa.



Nota: 5

Sobre mim: Carolina Rodrigues, 20 anos, mora em Santos e cursa faculdade de Biomedicina. Adora dançar e ir pra praia, mas o que a faz realmente feliz é poder passar um dia inteiro lendo, vendo séries, escrevendo histórias ou ouvindo música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário