domingo, 24 de agosto de 2014

[REVIEW] 23ª Bienal do Livro - 23/08


Vocês já devem ter ouvido por aí sobre como foi a bienal (ou até mesmo vivenciado o sufoco), mas precisava fazer essa review e apontar os pontos bons e ruins.

Dia 23 de agosto foi provavelmente o dia em que o mundo inteiro decidiu ir na bienal, devido à presença de três autores super famosos: Cassandra Clare, Kiera Cass e Harlan Coben.


Já começa por aí. Antes eu não tinha pensado nisso, mas agora eu me pergunto o que as pessoas que organizaram o evento tinham na cabeça em colocar autores tão queridos pelos leitores no mesmo dia. Entendo que talvez nem sejam eles que organizaram, porque depende da disponibilidade dos próprios autores, mas era óbvio que ia ser uma loucura gigantesca, isso era berrante de longe. Mas eu, e 90% dos leitores iludidos achou que ia conseguir o autógrafo com a maior facilidade, era só chegar bem cedo; quem dera! Não posso reclamar muito, porque fui de caravana e com o trânsito acabei chegando só as 10h, então tinha certeza que jamais conseguiria, mas ouvi relatos de que nem mesmo quem chegou as 8h da manhã conseguiu, porque a coisa foi totalmente desorganizada. Quando cheguei, aquilo parecia um caos; gente correndo do lado de fora, sem seguir uma fila ordenada, só no desespero de conseguir o autógrafo. E nessa, foi um empurra-empurra do cão até chegar na entrada do local até finalmente passar pela catraca. Me perdi dos meus amigos umas três vezes só nesse ínterim, e isso porque a gente nem tinha entrado ainda. Outra coisa que acho um absurdo é gente que inventa de ir com bebê de carrinho num lugar desses. Pelo amor de deus!! Ou é desinformação demais, ou simplesmente não liga pro bem-estar da criança E de atrapalhar mil vezes mais a passagem de todos.

Enfim, obviamente quando pude respirar nem me importei em ir atrás de pegar a senha, mas vi comentários de que quando as 500 senhas acabaram, o pessoal surtou, alguns até agrediram os seguranças, e teve gente inclusive desmaiando. Se for pensar assim, os fãs é que são descontrolados e sem noção, porque há MUITO tempo a Galera Record tá avisando que seriam apenas e somente 500 senhas, porém, andaram falando que a entrada dos blogueiros e de outros credenciados foi liberado antes, então eles puderam correr primeiro que os outros. E, além disso, é sacanagem liberarem só 500 senhas quando meio mundo foi pra lá só pra ver a autora. Então também soube que eles acabaram por atender umas duas mil pessoas, por aí.



Já falei que foi tudo meio desorganizado? Ah, porque ainda tem a multidão de gente pelos corredores. Conseguiu estar pior do que a Bienal de 2012, e isso que eu já tinha achado que tinha muita gente. Aquilo tava pior que formigueiro, você não tinha espaço pra andar, tinha gente que passava esbarrando com tudo e quase te levando junto, e ainda a coisa mais fácil era se perder, tanto dos seus amigos, quanto pelo lugar, porque aquilo é um labirinto e até com o mapa fica difícil. Tá mais do que óbvio que devia existir um limite de pessoas pra entrar pra não haver esse tipo de aglomeração, mas... Até então nada foi solucionado.

E nem preciso falar das filas, né? Tinha fila pra TUDO, e todas gigantescas. Pra comer parecia brincadeira da cadeira pra arranjar uma mesa, se não o chão era a única e melhor opção que se tem. Mas uma fila maior ainda, era das estandes. Quem teve a brilhante ideia de colocar as editoras maiores todas juntas? Meu deus, pros corredores do fundo, lá pelo M/N tava tudo tranquilo, mas chegava no B/C, nossa senhora, era um deus nos acuda, não dava pra andar e era difícil até saber que fila era pra que coisa. Maas, por outro lado, apesar da demora eterna que era, achei interessante as filas que editoras como Novo Conceito, Intrinseca, Record e Arqueiro tinham pra entrar; ajudou muito na hora de encontrar os livros! Sem aquela muvuca extrema, os leitores tinham como analisar os livros, procurar por aqueles que interessavam, sem stress ou confusão pra conseguir passar; isso totalmente foi um ponto positivo.

Sim, finalmente falei algo bom de lá, haha. Não me entendam mal, a Bienal é um evento maravilhoso, que todos nós leitores esperamos anos pra que finalmente chegue, mas nós queremos comprar nossos livros com sossego e não com toda aquela loucura que nem dá pra ver as coisas direito. E nem vou falar dos preços, né! Tudo um absuuuurdo! Os lançamentos estavam caríssimos, e dependendo da editora, até mesmo o restante continuava salgado. A única editora que realmente apreciei os preços foi a Intrínseca, eles sempre lançam essas promoções de livros por 5, 9 reais, e são realmente bons, sempre saímos de lá com um sorriso no rosto, além do monte de marcadores que eles disponibilizam em todas as mesas. Em relação a brindes, tava bem fraquinho esse ano. Tinha algumas como a Novo Conceito que nem marcador tinha direito, só bottom, e isso se pedisse. Mas uma coisa que não posso negar é que as estandes estavam LINDAS. Todas, sem exceção, estavam esplêndidas, dava pra tirar foto com vários banners, e até querer levá-los pra casa haha.

Ainda com todas as controvérsias, sim, foi muito bom! Poderia ter sido melhor, mas só por ter a companhia dos amigos (alguns que não vejo faz muito tempo), e de ter conseguido comprar a maioria dos livros que eu desejava, pude voltar pra casa com uma baita dor nos ombros, carregando um peso gigante nas sacolas, e com um sorriso enorme no rosto!


Outra grande felicidade foi poder conhecer pessoalmente a FML Pepper, autora de Não Pare!, livro que foi sorteado recentemente aqui na Caverna. Super simpática e atenciosa, nos atendeu com muito carinho e até mesmo nos deixou extremamente curiosas a respeito do último livro da trilogia, chamado Não Fuja!. Já adianto que promete muitas emoções, então segurem o coração, haha! Eu e a Leh também ganhamos marcadores, bottoms e uma camisa com a imagem da capa de Não Pare!.


Eee aqui estão minhas pequenas aquisições, só porque não dá pra levar a bienal inteira pra casa hahaa. Na parte de baixo, estão os posters cedidos pela editora Novo Conceito logo no início do evento, que traz os cinco elementos da série Magisterium, da autora Cassandra Clare com a Holly Black, que será lançado em Setembro pelo selo Irado! Tão liiindos, queria tanto que o livro já estivesse ali prontinho pra comprar!

E não sei se dá pra ver na imagem, mas espalhados estão os bottoms que peguei, também da série Magisterium, e outros que fui reunindo. Ganhei uma pulseira do livro A estrela que nunca vai se apagar, e uma caneta do Percy Jackson, que eu já tinha uma mas a tinta acabou faz tempo, então foi só felicidade ganhar outra haha. E lá no canto, a blusa de Não Pare! que citei.


Esses foram os livros que dei pulos quando vi. Eu tinha curiosidade em ler Gataca há muuuito tempo, e quando me deparei com ele na Intrínseca por 5 reais, eu não tive nem o que pensar!

Soube de Dark House acho que uns dois dias antes de ir na Bienal, mas foi tipo amor à primeira vista. Amei a capa, a sinopse, e amei mais ainda quando cheguei na editora Gente/Única e o encontrei por 17,50. Nem conseguia acreditar, pois já tinha comprado 3 livros bem carinhos, e não tinha mais esperanças quanto a gastar pouco.

Na hora da palestra da Cassandra Clare, fiquei curiosa em pelo menos vê-la no telão, então fui pra um local mais próximo que tivesse uma visão boa, e por acaso encontrei a editora Valentina e aproveitei pra ver se tinha Ilusão, o que logo encontrei (mentira, perguntei pra moça e o livro tava bem atrás de mim), e ainda estava com 20% de desconto, então paguei 23,90 nele!


Tive vontade de chorar quando encontrei FanGirl por 39,90 na editora Novo Século. Tentei me acalmar pois tinha um cupom de 30% de desconto que a própria editora disponibilizou no facebook, mas daí cheguei no caixa e me falaram que era só pros livros dos autores que estavam lançando os deles naquele dia. Ainda assim, me deram 10% de desconto nele e acho que paguei 35. E isso já passando na minha cabeça como ia fazer pra comprar o resto da minha lista de desejados, pois tinha levado só 200 reais, já tinha gasto 100, e ainda pretendia comer de noite. E eu achando que ia até sobrar! Na próxima levo 300 e uns quebrados.

A primeira editora que fui de fato pra comprar alguma coisa quando já estava me sentindo mal por ver tanta gente andando de lá pra cá cheia de sacolas e eu com nada, foi a editora V&R, que eu gosto muuito, mas que partiu meu coração em vários pedaços. Não foi fácil encontrar Asylum, um livro pelo qual eu estava desesperada, custando 39,90 também, ok? Eu não esperava que estivesse tudo aquilo, ainda mais porque ele não é muito grosso, mas com muita dor no coração, eu comprei e usei o cupom deles de 10%, que dessa vez deu certo, ficando também 35 reais.


E por fim, os livros que eu mais estava querendo com todas minhas forças.

Eu fiquei completamente vidrada na série dos Garotos Corvos, e estava ficando seriamente chateada quando não encontrava a editora pra comprar, porque dãrd, a idiota aqui esqueceu que a editora Verus é do Grupo Editorial Record, e assim que saí da Novo Conceito, me joguei no chão, olhei pra cima e me deparei com "Verus" escrito. Se não saí correndo? Se não pulei de alegria quando encontrei Ladrões de Sonhos?  Se não levei pro caixa sem nem mesmo saber o preço? Magina! Paguei 30 reais (já imaginava que seria algo do tipo), e ainda me sobrou 20 reais pra comer hambúrguer e batata que eu tava desejando o dia inteiro. A capa é tão maravilhosa! As palavras em auto-relevo, foi viciante ficar passando a mão. E dentre todos, ele tava com o cheirinho mais característico de livro, então quase não desgrudei haha

E logicamente, não podia faltar o livro que a editora Novo Conceito tava atiçando tanto os leitores de curiosidade. Eu amo todos os livros da Holly Black, então jamais poderia deixar de lado comprar A Menina Mais Fria de Coldtown, mesmo que já estivesse morrendo de cansaço e de dor, e de a fila não andar nunca, e de tantos livros em promoção por 15 e 20 reais, eu ter pago justamente 30 reais. Mas o livro é grossinho, e meu deus, não sei qual eu vou começar a ler primeiro, socorro D:


Não, povo, não nos esquecemos de vocês! Isso foi tudo que peguei pra sortear exatamente pra vocês, queridos leitores da Caverna, e tem mais, porque a Leh também pegou. Esperem que logo mais montaremos o kit e alguém ganhará tuudo isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário