quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Retrospectiva 2012 e um Feliz 2013!

Olá, Hangoverianos!

Vocês acharam que íamos fechar o ano sem uma retrospectiva? Há! Demorou, mas chegou :P Essa retrospectiva é da equipe toda, e colocamos 6 tópicos, pra não ficar aquela coisa de só o melhor e tal.
Espero que gostem! E claro, um Feliz 2013 pra todos vocês, leitores lindos que nos acompanham <3 Que esse ano seja muuuito melhor e cheio de livros, filmes e seriados pra todos nós \o/




Retrospectiva Literária 2012



Melhores lidos:
Carol:
City of Lost Souls, por Cassandra Clare (The Immortal Instruments #5)
O Filho de Netuno, por Rick Riordan (Heróis do Olimpo #2)
The Unbecoming of Mara Dyer, por Michelle Hodkin (x)
Sereia, por Tricia Rayburn (Trilogia Sereia #1)
Caue:
O Morro Dos Ventos Uivantes, por Emily Brontë (x)
O Vendedor De Armas, por Hugh Laurie (x)
Brida, por Paulo Coelho (x)
A Batalha Do Apocalipse, por Eduardo Spohr (x)
Gabee:
Archangel's Consort, Nalini Singh (Guild Hunter #3)
O Leitor de Almas, Paul Harper (x)
Lover Reborn, J. R. Ward (Black Dagger Botherhood #10)
Desert Warrior, Nalini Singh (Silhouette Desire #1)
Leeh:
Black Heart, por Holly Black (The Curse Workers #3)
Uma Garrrafa no Mar de Gaza, por Valérie Zenatti
De Corpo e Alma, por Willian Nascimento (x)
Noite Sem Fim, por Roberto Campos Pellanda (O Além-Mar #1)


Piores lidos:
Carol:
Linhas, por Sophia Bennett
Conselho de amiga, por Siobhan Vivian (x)
Caue:
Guerra nos Nove Mundos, por Jacó Galtran
- Não posso dizer bem “o pior” mas foi o que mais me deixou a desejar, digamos assim. A história é boa, mas precisa de muito mais desenvolvimento. (Juro que faço resenha dele em breve!)
Gabee:
Jacob's Pony, Jude Mason
- É um livro superficial, a história tinha tudo pra ir pra frente, mas é um livro desastroso. Tenho nem palavras para descrever meu desapontamento com esse livro, nem mensurar minha frustração e irritação de mim por ter dado uma chance a essa história. Péssimo.
Leeh:
O Mala, por Mario Kostzer
- É um livro que eu realmente esperava mais. E achei muito pra "passar o tempo", não faz tanto o meu estilo assim. (x)


Livro que te tocou/te fez pensar:
Carol:
Charlotte Street, por Danny Wallace
A Viagem do Tigre, por Colleen Houck
Caue:
O Morro Dos Ventos Uivantes, por Emily Brontë (x)
Brida, por Paulo Coelho (x)
Gabee:
O Retrato de Dorian Gray, por Oscar Wilde (x)
Leeh:
Garotas de Vidro, por Laurie Halse Anderson
A Culpa é das Estrelas, por John Green
Estrelas Tortas, por Walcyr Carrasco (x)


Alternativo:
(Essa categoria é para livros que lemos, mas que não faz parte dos nossos estilos/gêneros mais comuns)
Carol:
A Torre Negra, por Stephen King
Caue:
Brida, por Paulo Coelho (x)
Gabee:
Dragon's Dare, Willa Okati
Leeh:
A Arte da Invisibilidade, por Allan Pitz


Meta:
(Livros que era nossa meta para ser lido em 2012/que queríamos muito)
Carol:
A Corrente, por Estevão Ribeiro
Caue:
Não faço metas.
Gabee:
Lover Reborn, J. R. Ward (Black Dagger Botherhood #10)
Leeh:
Sagas: Instrumentos Mortais, Jogos Vorazes, Fariewalker e Heróis do Olimpo
Livro: A Hospedeira, por Stephenie Meyer


Quote:
Carol:
Veja bem, você consegue lidar com um relacionamento. Machuca, e por um tempo machuca demais, é como se seu pulmão entrasse em colapso e seu coração se contraisse toda vez que você se dá conta de que acabou. Mas ao longo prazo, para mim pelo menos, é o que foi deixado empilhado no chão que ajuda você a superar isso. Aquela pequena pilha de evidências ajuda a te curar, é o que eu acho.
Há um clichê que estou acostumada a ouvir em novelas ou em bares, quando estou prestando atenção. Uma pessoa olha para a outra e diz, bem séria: "As coisa mudam. As pessoas mudam."
Acredito realmente que as coisas mudam, é claro. Mas, na minha experiência, acredito que, frequentemente, as coisas mudam porque as pessoas não mudam.

- Charlotte Street


Sometimes he wondered if he did these things just to test himself. To see if the feelings had gone. But they had not. When he saw her, he wanted to be with her; when he was with her, he ached to touch her; when he touched even her hand, he wanted to embrace her. He wanted to feel her against him the way he had in the attic. He wanted to know the taste of her skin and the smell of her hair. He wanted to make her laugh. He wanted to sit and listen to her talk about books until his ears fell off. But all these were things he could not want, because they were things he could not have, and wanting what you could not have led to misery and madness.

- Clockwork Prince


Caue:
- Afinal, descobri o que queria - exclamou Hindley, puxando-me para trás pela pele do pescoço, como a um cão. - Pelo céu e pelo inferno, vocês juraram dar cabo dessa criança! Compreendo agora por que nunca o encontro. Mas, com o auxílio de satanás, farte - ei engolir a faca de trinchar, Nelly! Não precisas rir, pois acabo de jogar Kenneth, de cabeça para baixo, no pântano do Cavalo Negro. E tanto faz matar dois como um... desejo matar algum de vocês. E não terei descanso enquanto não fizer isso!

- Hindley Earnshaw, O Morro Dos Ventos Uivantes


"Senhorita Woolf", ele começou, o mais educadamente que conseguiu, "deve se apresentar ao senhor Russel Barnes na Embaixada Norte-Americana assim que puder. Um destes cavalheiros a levará de carro." O' Neal olhou em outra direção, esperando que ela pulasse do sofá e desaparecesse. Mas Sarah permaneceu onde estava. "Vai tomar no meio do cu bem tomado.", ela respondeu. Eu ri.

- O Vendedor De Armas


Gabee:
“And if that bastard’s innocent,” Rhage spoke up, “I’m the fucking Easter bunny.”
“Oh, good,” someone quipped. “I’m calling you Hop-along Hollywood from now on.”
“Beasty Bo Peep,” somebody else threw out.
“We could put you in a Cadbury ad and finally make some money—”
“People,” Rhage barked, “the point is that he is not innocent and I’m not the Easter bunny—”
“Where’s your basket?”
“Can I play with your eggs?”
“Hop it out, big guy—”
“Will you guys fuck off ? Seriously!”

- Lover Reborn


“Enough, Qhuinn thought. Enough with the excuses and the avoidance, and trying to be someone else, anyone else.
Even if he got shanked, even if his precious little ego and his dumbass little heart got shattered into a million pieces, it was time to stop the bullshit. It was time to be a male.
As Blay started to straighten like a message had been received, Qhuinn thought, Thats right buddy:
Our future has come.”

- Lover Reborn


Leeh:
Barron hands me a cup of coffee.
"Black, like your soul."

- Black Heart


Às vezes, um livro enche você de um estranho fervor religioso, e você se convence de que esse mundo despedaçado só vai se tornar inteiro de novo a menos que, e até que, todos os seres humanos o leiam.

- A culpa é das estrelas

Nenhum comentário:

Postar um comentário