quinta-feira, 1 de novembro de 2012

O Vendedor de Armas


Nome: O Vendedor de Armas
Autor: Hugh Laurie
Editora: Planeta
Livro: Skoob
Sinopse:
Quando Thomas Lang, ex-militar de elite recebe uma proposta de 100 mil dólares para assassinar um empresário norte-americano, ele decide, imediatamente, alertar a suposta vítima - uma boa ação que não ficará impune.Em questão de horas Lang terá de se defender com uma estátua de Buda, jogar cartas com bilionários impiedosos e colocar sua vida (entre outras coisas) nas mãos de muitas mulheres fatais, enquanto tenta salvar uma linda moça e impedir um banho de sangue mundial.Encontramos nesta história muito do que se vê em um episódio de House, o mau espiríto salvador e a réplica assassina de Hugh Laurie, a serviço de uma intriga apaixonante e de um personagem que não será esquecido tão cedo. Um ator que saiba escrever bem é algo raro, mas Hugh Laurie, misturando humor com uma eficacidade hollywoodiana, faz uma entrada talentosa no mundo da literatura.

Desde que descobri que Hugh Laurie tinha lançado um livro, eu tive total curiosidade em ler “O Vendedor De Armas”, mesmo sem saber nada sobre a história direito, minhas expectativas estavam nas alturas. E como foi bom ter elas até superadas.

No livro Hugh Laurie entra na pele de Thomas Lang, aposentado do exército que recebe a proposta de assassinar um empresário de sucesso ao custo de nada mais, nada menos de 100 mil dólares. Porém mesmo nunca tendo dinheiro suficiente para ao menos se manter direito, ele recusa e se sente na obrigação de ir avisar ao homem que estão tentando cometer um atentado contra sua vida e a partir daí, tudo o que podia dar errado na vida de Thomas, dá errado.
Infelizmente, por mais que eu queira mostrar o quão incrível eu achei a história, só posso me conter nas mesmas informações da sinopse, porque como é um livro curto, os acontecimentos se desenrolam de forma bem rápida e a cada página praticamente nós temos uma nova informação (mas isso não faz o livro ser corrido ou a história mal contada, muito pelo contrário, esse ritmo ficou ótimo na história!).

Bom, como eu não posso falar mais coisas sobre a história, vou falar um pouco desse protagonista incrivelmente sarcástico e inteligente que é Thomas Lang (lembrou alguém interpretado pelo autor, não?).
Thomas com certeza já está na minha lista de personagens favoritos, mesmo nas piores situações ele ainda tem comentários e tiradas que nos fazem rir e ao mesmo tempo sentir todo o nervosismo dele, porém não é sempre que isso acontece, Hugh Laurie soube balancear perfeitamente os momentos de descontração e seriedade do personagem e ainda assim desenvolver características e personalidades até um tanto profundas nos personagens.

Quanto à revisão e diagramação, não achei nenhum erro gramatical ou de impressão, mas uma coisa que o livro tem de forma um tanto exagerada são os palavrões. Geralmente eu não reclamo desse tipo de coisa, acho até que deixa a história com personagens mais reais e cria até situações engraçadas (como é no caso deste livro), só que isso é muito freqüente mesmo em “O Vendedor De Armas”, chegou num ponto em que eu encontrava no mínimo um por página, então eu recomendaria esse livro pra pelo menos 14 anos para cima. ^^

É um livro que você não pode enrolar muito na leitura para não perder o fio da meada, porque tudo acontece de forma bem rápida, as vezes me lembrou até filmes tipo A Identidade Bourne. xD
Após a leitura desse livro, Hugh Laurie, para mim, se tornou um artista completo, o cara simplesmente me conquistou em tudo o que faz, desde o nosso médico ranzinza preferido até mesmo tocando blues. Não preciso nem dizer que recomendo, né? Tá mais que na minha lista de favoritos. =]



Nota: ★★★★★

Nenhum comentário:

Postar um comentário