sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Daimon


Nome: Daimon
Autora: Jennifer L. Armentrout
Série: Covenant (0,5)
Livro: Skoob
Sinopse:
Durante três anos, Alexandria viveu entre os mortais - fingindo ser como eles e tentando esquecer o dever que tinha sido treinada para cumprir como a filha de um mortal e um semideus. Aos dezessete anos, ela já aceitou completamente que é uma aberração para os padrões mortais... e que ela nunca vai estar preparada para esse dever. De acordo com a sua mãe, isso é uma coisa boa. Mas, como todos os descendentes dos deuses sabem, o destino tem um jeito de sempre conseguir o que quer. Um terrível ataque força Alex a fugir de Miami e a tentar encontrar o caminho de volta para o lugar onde sua mãe a havia avisado para nunca voltar – o Covenant. Cada passo que a traz mais perto da segurança é mais um passo em direção à morte... porque ela está sendo caçada pelas mesmas criaturas que uma vez foi treinada para matar. Os daimons encontraram-na.


Alexandria não é uma garota normal como as outras. Existem os puros-sangues que descendem dos semideuses, e ela, era um meio-sangue (mestiça). Algo meio estilo Percy Jackson, não? Mas não há nada de acampamentos. Apenas o Covenant, que não acredita que Alex seja capaz de lutar para defendê-los, por seu lado mortal falar mais alto do que o dos deuses. Ainda assim, ela é corajosa suficiente para fazê-los acreditar que é mais do que capaz. E eles nem faziam idéia do quanto.
Alex tenta viver normalmente com os mortais e com seu namorado Matt, mas definitivamente, não dá certo. Ainda mais quando ele é contra a violência, e a favor da paz, ou mais especificamente, com projetos para salvar as baleias. Não que ela não fosse a favor. Mas Alex age totalmente de acordo com a violência, e isso acaba o assustando ferozmente num dia em que ela se sente ameaçada por dois garotos, e vendo que Matt não faria nada, decide atacar por si mesma, exagerando um pouco. Mas fazer o que se ela estava com tantas saudades de lutar? Ela queria parar de fingir ser uma pessoa normal, e ser quem ela realmente era. Sem esconder seu instinto defensivo ou agressivo.
Após isso, Alex sabia que teria que mudar de cidade novamente. Ela e sua mãe mudavam constantemente de cidade, pois sempre um boato sobre ela acabava sendo espalhado por não se conter, e então elas tinham de fugir para não serem encontradas. O motivo? Ela nunca soube, sua mãe nunca lhe deu uma única explicação, e ela já havia cansado de perguntar. Mas ela amava a mãe, a forma que elas se tratam é tão carinhosa e natural que é de se apreciar, de verdade!
Num dia quando ela estava do lado de fora de casa, ela viu a coisa pela qual ela foi treinada para lutar no Covenant, algo que se alimentava da essência dos deuses: um puro-sangue que tinha rejeitado os deuses. Ou como é mais de costume ser chamado, um daimon. Desesperada, correu para o quarto da mãe para avisá-la, mas era tarde demais. A mãe dela tinha sido morta pelo daimon. E é quando ela decide voltar ao Covenant, pedir por uma segunda chance, pois ela não tinha mais para onde ir, e o sofrimento pela mãe estava acabando com ela. Mas ninguém disse que seria fácil, ainda mais quando os daimons a perseguem.
Não há muito o que explicar além disso, pois esse não é o primeiro livro oficial, é apenas um livro para dar introdução ao oficial, sabem? Eu já li algumas partes do primeiro e do segundo livro, e garanto a vocês: É MUITO bom. De verdade, embora seja um estilo PJ, tem suas diferenças. A escrita da autora é maravilhosa, te incentiva a não parar até ter terminado, além de torcermos juntos de Alex para que ela consiga se livrar dos problemas que ela mesma na maioria das vezes se mete. A série ainda não foi publicada no Brasil, e eu sinceramente não faço idéia se tem previsão pra ser lançada, mas suspeito que não. Espero que logo seja cogitado, pois é um livro maravilhoso e cheio de aventura!
Quando terminar de ler o primeiro livro, farei resenha aqui. Mas, enquanto isso, vou colocar a sinopse dele e a capa para que vocês vejam se interessa mesmo à vocês. Dei nota 4 pra Daimon só por ser uma prévia, não o livro inteiro, não que eu não tenha gostado; pelo contrário! E outra: Que capas lindas, não? Quando me ofereceram as opções pra traduzir, eu fiquei DOIDA com essas capas, e a do segundo livro é mais linda ainda! Inclusive, só por isso colocarei a capa dos dois, pra contemplarem comigo essa lindeza *---*
Para constar, o primeiro livro é o de capa roxa, se chama Half-Blood.


Os Hematoi descendem da união de deuses e mortais, e os filhos de dois Hematoi puro-sangue têm poderes divinos. Filhos de Hematoi e mortais… bem, nem tanto. Meios-sangues só têm duas opções: tornar-se Sentinelas treinados que caçam e matam daimons ou tornar-se servos nas casas dos puros. Alexandria de dezessete anos prefere arriscar sua vida lutando do que esfregando resíduos de banheiros, mas ela pode acabar fazendo isso de qualquer maneira. Existem várias regras que os alunos do Covenant devem seguir. Alex tem problemas com todas elas, mas especialmente a Regra nº1: Relações entre puros e meios-sangues são proibidas. Infelizmente, ela está se apaixonando pelo totalmente quente Aiden, que é um puro-sangue. Mas apaixonar-se por Aiden não é o seu maior problema - ficar viva tempo suficiente para se formar no Covenant e se tornar uma Sentinela é. Se ela falhar em seu dever, enfrentará um futuro pior que a morte ou a escravidão: ser transformada em um daimon, e ser caçada por Aiden. E isso seria uma droga.

Nota: ★★★★☆ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário