quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Lulital


Nome: Lulital - a magia começa
Autora: Pri Beletato
Editora: Dracaena
Livro: Skoob
Sinopse:
As vésperas de seu aniversário, Cindy tem sua vida transformada pela descoberta de um mistério cujo ápice gira em torno da morte da própria mãe. Ao se aprofundar neste mistério ela descobre um mundo paralelo ao nosso, onde seres mágicos ganham vida e acaba descobrindo sua verdadeira identidade. Em meio a tantas descobertas se vê parte de uma antiga lenda a qual ela terá de protagonizar se quiser salvar este reino mágico recém descoberto, além de descobrir o que aconteceu com sua mãe. Entre tantas aventuras e mistérios Cindy ainda terá de lidar com um repentino romance, o qual poderá colocar em risco muito mais que sua própria vida. Seu regresso inusitado até sua cidade natal onde sua mãe desapareceu há dez anos tende a se tornar o maior acontecimento de toda sua vida. Seu regresso a Luanda desencadeará uma série de mistérios e descobertas que levarão Cindy a viver momentos além de sua imaginação, momentos que serão capazes de decidir o futuro de sua existência. Magia, Mistério, aventura e descobertas infindáveis farão com que uma decisão deva ser tomada. "Aquele era o momento, eu estava ali e contemplava tudo ao meu redor. Eu via o sofrimento, eu via a tristeza e o desespero daqueles que eu mais amava. Uma escolha deveria ser tomada para que Lulital pudesse ser salva. O tempo corria e eu estava ali sem coragem para decidir. De repente, o fim se aproximou...."


Já começo essa resenha dizendo que eu li o livro no começo do ano... Por isso, não liguem se eu falar muita besteira. :( E, também, caso a resenha fique curta, já sabem.

Um livro pequeno, de 150 páginas, feitas para serem lidas em uma sentada só. O livro narrado em primeira pessoa, conta-nos a história de Cindy.
Cindy sempre se mudou muito com o pai, depois que sairam de Luanda - cidade onde vivia quando mais nova - por conta do desaparecimento inexplicável de sua mãe. Contudo, às vésperas de seu aniversário de 16 anos, seu pai lhe traz uma notícia nem tão agradável: eles vão voltar para Luanda.
Apesar de não ficar muito feliz com a notícia, Cindy reencontra velhos amigos na cidade e, inclusive, faz uma nova amizade muito interessante, com Lucas. A cidade lhe traz muitas lembranças, principalmente de sua mãe; entre elas, nossa protagonista se lembra de um livro que sua mãe sempre carregava, de onde tirava fantasiosas histórias sobre um lugar chamado Lulital. Porém, Cindy descobre que talvez sua mãe não fantasiasse tanto assim sobre o lugar, talvez houvesse uma verdade escondida por trás de tudo aquilo, afinal.
E é voltando para o lugar onde sua mãe desapareceu, a cachoeira, que Cindy descobre uma passagem entre o mundo real e um mundo mágico; a partir daí, ela e seus amigos embarcam em uma aventura cheia de mistérios e magia, onde ela encontra tristeza e sofrimento, mas, também, esperança.

Bom, eu não sei muito por onde começar. Eu achei a escrita bem infanto-juvenil, mesmo, e senti como se faltasse algumas coisas. Li algumas outras resenhas, como a do House of Chick, e concordei muito quando ela falou que achou a história do casal principal bem fraca/forçada, já que em um instante não há nada entre eles, e no outro, já estão apaixonados.
Na verdade, eu achei até a amizade das meninas ali meio forçada. Faltou o desenvolvimento de tudo. Porque a protagonista mal chega na cidade, e tudo já começa a acontecer, como se ela nem tivesse morado fora por 10 anos.
A parte sobre Lulital, eu achei bem interessante e legal, mas também achei que poderia ter sido um pouco mais desenvolvido, toda a aventura e tal. Acho que exatamente por ter sido um livro pequeno com tanta coisa acontecendo, ficou essa sensação de "rápido demais" em vários pontos.
No geral, é uma leitura rápida e bem fácil, considerando que parece ser uma escrita voltada para um público um pouco mais jovem. A aventura de Cindy em Lulital nos prende, deixando-nos na vontade de saber o que vai acontecer em seguida, o que mais ela vai encontrar por lá. O final deixou bem claro que uma continuação vem por aí, e não sei até que ponto gosto disso, visto que ando meio de saco cheio de séries. Mas se eu tiver a oportunidade, provavelmente vou ler.

A diagramação do livro tá legal e, como eu disse, como faz tempo que eu li, não lembro direito se tem muitos erros de português, mas acho que não, porque esse tipo de coisa marca. Mas devo deixar aqui que eu não gostei da capa. Não é muito atrativa e parece muito cheia de coisa... Nem mesmo a fonte usada pro título eu gostei. :( Sou chata? E, pra completar, tem o desenho dessa fada da capa na primeira página. E eu realmente não gosto desse tipo de coisa... Mas enfim, né hahaha
Se você gosta de livros mais infanto-juvenis, com uma escrita bem leve e fantasiosa, Lulital é recomendadíssimo. :)

Nota: ★★★☆☆


Photobucket

Essa resenha faz parte do #EspecialNacional! Saiba mais:

Nenhum comentário:

Postar um comentário