sábado, 3 de março de 2012

Cabeça de Vento


Nome: Cabeça de Vento
Série: Cabeça de Vento
Autora: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Livro: Skoob
Sinopse:
Emerson Watts odeia seu nome, tem problemas com quase todo mundo na escola e seu melhor amigo parece nem desconfiar de sua paixão por ele. Parece que ela tem problemas? Pois um acidente num shopping aproxima Em e a famosa modelo Nikki Howard muito mais do que deveria, e é aqui que os problemas começam de verdade.


Emerson Watts é basicamente o que chamariam no colégio de loser, ou perdedora, ou excluída, que seja. A única amizade que ela tem no colégio, é seu melhor amigo Christopher, aquele por quem ela também sente uma paixão platônica, e ele parece nunca ter reparado nisso. Em não é uma adolescente que a sociedade gosta de chamar de "normal", pois ela não se veste como o resto das garotas, odiando as roupas da moda, maquiagens, ou lutar para conseguir ser a líder de torcida. Ela prefere ficar jogando com seu melhor amigo, usar roupas largas e antigas, e não esquentar a cabeça com o mesmo que a maioria. Porém, a sua irmã mais nova consegue ser totalmente o oposto de Em. Ela tem corpo, adora roupas novas e maquiagem, além de idolatrar a modelo do momento: Nikki Howard. Em sempre achou aquilo ridículo, afinal, era só uma modelo, que até drogas já havia usado, e ainda assim era tão adorada, só por ter suas fotos quase sem roupa nas ruas, revistas e televisão. Porque essa apelação sexual tão grande por alguém que não era valorizada nem pelo próprio talento? E, porque diabos, ela tinha que aturar a irmã sendo tão diferente dela?
Indignações a parte, Em e Christopher vão com Frida, irmã de Em, a uma inauguração onde o cantor Gabriel Luna vai estar dando autógrafos, e Frida é louca por ele, e não por pouco, já que ele é famoso, lindo, e tem uma voz melhor ainda. Mas nem tudo é tão simples como parece. Ainda mais quando Nikki aparece, e para salvar a vida da irmã, Em sofre um acidente horrível.

Para a maioria das pessoas, os mortos-vivos são zumbis. Mas, para Christopher e eu, mortos-vivos são as pessoas populares do colégio, que são muito semelhantes aos zumbis porque não possuem alma nem personalidade. Mas, tecnicamente, estão vivas. No entanto, como não tem interesses próprios (ou, se tem, os escondem para se encaixarem) e apenas fazem o que acreditam que vai destacar seus currículos e solicitações para as universidades, são mortos-vivos.

Quando ela acorda, está numa cama de hospital, e não faz a mínima idéia do que aconteceu. Ela nem ao menos lembra do evento, ou do acidente que sofreu. Ela começa a receber visitas realmente estranhas, como Gabriel Luna, e Lulu Collins, a melhor amiga de Nikki. Em sabia disso, mas não conseguia entender o porque eles estavam ali, e porque ela fora sequestrada dias depois, por Lulu e Brandon, o namorado de Nikki. A partir daí, a confusão vai aumentando, Em descobre que está no corpo de Nikki Howard, e que a vida de uma modelo pode ser mais complicada do que ela imagina. Eu sinceramente acho que, não bem a vida de uma modelo em si, e sim da Nikki, por tudo que já aprontou e acabou sobrando pra Em, haha.
Eu peguei esse livro emprestado da Mari, nem tanto pela história, mas mais pela autora. Os livros da Meg costumam ser maravilhosos, e esse não foi exceção, embora não tenha se tornado um dos meus favoritos. Achei legal ela focar nesse assunto, do preconceito das pessoas, e da mudança drástica de vida dela. Ainda mais quando, na adolescência, acontece muito essa diferenciação. O livro não é muito grande, e dá para ler rápido, mas eu acho que faltou algo pra envolver totalmente. Fora que, acaba enrolando muito, é o livro inteiro basicamente falando sobre como tudo aconteceu, e isso desanima um pouquinho. Mas fora isso, é uma história bem leve e divertida de se ler.

Nota: ★★★★☆

Nenhum comentário:

Postar um comentário