segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Desafio de Equipe #18

Lançado por: Carol

Título Original: Water for Elephants
Título traduzido: Água Para Elefantes
Ano: 2011
Gênero: Drama
Classificação: 13 anos.
Elenco: Robert Pattinson, Reese Whiterspoon, Christoph Waltz, Paul Schneider.
Sinopse:

Jacob Jankowski (Hal Holbrook) já passou dos 90 anos e não consegue esquecer seus momentos da juventude nos anos 30, período difícil da economia americana, que o levou a trabalhar num circo. Foi lá, enquanto era jovem (Robert Pattinson) e um ex estudante de Veterinária, que ele conheceu a brutalidade dos homens com seus pares e também com os animais, mas encontrou a mulher por quem se apaixonou. Marlena (Reese Whiterspoon) era a Encantora dos Cavalos, a principal atração e esposa do dono do circo: August (Christoph Waltz) um homem carismático, mas extremamente perigoso quando suas duas paixões estavam em jogo.



O filme inspirado no famoso livro Water for Elephants, é melhor do que eu imaginava. Retratando a história de Jacob Jankowski, um jovem estudante de medicina veterinária que perde os pais sem antes conseguir finalizar a faculdade, assim, não conseguindo seu diploma. Sem família, sem ter como pagar a faculdade, se revolta e decide não ficar mais naquela cidade. Partindo a um rumo novo, ele caminha por quilômetros na esperança de encontrar algo - embora nem ele mesmo soubesse o que, avista um trem e entra no mesmo, descobrindo só depois, que era de circo. Após duvidarem da sua habilidade em cuidar dos animais, após demonstrar claramente seus cuidados e conhecimentos, ele se torna responsável pelos animais, mais expecificadamente, de um elefante, cujo é a atração principal, junto a esposa do chefe, cujo Jacob acaba se apaixonando com tanto carinho que ela trata os animais, e pelo jeito adorável de ser.
Eu confesso ter escolhido esse filme mais pela falta de opção, já que eu estava completamente sem idéia. E felizmente, não me arrependi. Apesar de não gostar do tema de circo - ainda mais pelo fato de a maioria retratar a violência que há com os animais, sendo maltratados para obedecerem - esse filme nos consegue transmitir que nem todos num circo pensam dessa forma, e ainda há salvação. Em muitas cenas nos deixa em choque, completamente em desespero e com o coração na mão pelo que está propenso a acontecer. A sensação de alívio é super confortável, haha. Outro detalhe que eu gostei bastante, foi da atuação do Robert Pattinson. Visto em Crepúsculo que muitos surtaram e dizem ter estragado a história, eu considero o Robert um ator excelente, e nesse filme, ele só demonstrou mais ainda seu talento. Quanto a Reese Witherspoon, nem preciso comentar o quão boa atriz ela é, apesar de eu não achar que eles combinaram muito no papel... Mas nada que faça estragar a história.
É realmente uma bela adaptação, e vale muito a pena assistir, ainda mais por não abordar somente o romance em si, e sim o que ocorre com os animais, um assunto que nos intriga do princípio ao fim.


Caue:
Água para elefantes foi um filme que mesmo sabendo exatamente o que esperar dele, me surpreendeu. Depois de ter lido várias resenhas eu já comecei o filme bem situado na história mas mesmo sabendo de tudo o que iria ocorrer por cima, foi muito emocionante!
Começamos o filme com o Jacob velhinho e ele vai nos levando por sua vida desde 1931 até hoje, quando ele está velhinho de novo mas nem parece aqueles filmes que você vê a passagem de tempo, por exemplo ''Ah, agora se passou mais ou menos um ano.", a história vai indo de forma natural, tanto que o filme acaba e você nem percebe quanto tempo passou.
Os personagens também são bem marcantes, mesmo os que não aparecem muito deixam sua parte bem registrada na história e eu simplesmente odiei o dono do circo com todas as minhas forças!
Um filme emocionante, num ritmo bem leve e natural, até nas partes mais tocantes.
Super recomendo! ;]

Juh:
Eu e minha memória fail voltamos! Dessa vez eu SEI o que escrever... só não lembro.
Eu fui a primeira a assistir o filme do desafio, então eu surtei bastante na conversa com a Leeh, coisa que eu aposto que ela nem lembra.
O filme começa um pouco confuso, pelo menos eu achei, porque eu fiquei me perguntando onde tava o robert pattinson. E dai fui começando a entender. Primeiro eu fiquei pensando COMO seria minha vida se meus pais morressem e então eu não tivesse onde morar, porque o banco tomou minha casa. Eu estaria perdida, fato. Antes da metade do filme, eu ficava pensando o tempo todo o quão ruim o R-pattz interpretava o personagem, mas depois foi melhorando. Eu sou total fã da Reese Witherspoon, e sempre me identifico com os personagens dela. Dessa vez não foi diferente. Achei a cena em que o personagem do r-pattz(que pra variar eu não sei o nome) mata o cavalo muito triste, porém, não mais triste do que o dono do circo maltratando a coitada da Rosie. Foi um dos filmes de desafio que eu não fiquei olhando pro relógio pra terminar logo, que também não acabou muito rápido, mas sim em um tempo bom. Um tanto quanto previsivel o final, mas fofo, do mesmo jeito. Quero comprar o livro agora, fiquei curiosa.
Ps: o dono do circo é MUITO filho da mãe. Vontade de matar ele.


Leeh:
Eu não sei exatamente o que falar desse filme... Sabe quando você não espera muito dele? Quer dizer, eu ouvi falar bem dele, do livro e etc... mas sabe quando você simplesmente não sabe o que esperar e não anima muito? Então.
Acho que fico feliz de ter pensado assim, porque logo que comecei a ver, já me surpreendi. Preciso dizer aqui que o Hal Holbrook é um senhor muito fofo e eu quero apertar ;; IPUSFHOFISA sou dessas.
Quando Jacob começa a narrar sua história, como tudo começou, em 1931, eu já me identifiquei com ele. Afinal, ele era um estudante de Medicina Veterinária, e eu sou uma futura estudande de Med. Veterinária! *-* HAHAHA.
Mas a aventura realmente começa realmente quando ele tem que largar tudo para trás, devido ao falecimento de seus pais e acaba pegando um trem. Um trem de circo. A partir de então, ele sabia que sua vida estaria mudada.
De início, ninguém acredita em seus dons para trabalhar num circo, afinal, com a crise americana, está difícil sustentar todos, e mais uma boca seria apenas um peso. Mas Jacob mostra que ele tem sim no que trabalhar lá. Assim, mais para frente chega nossa estrela principal - Rosie. E é aí que tudo realmente ganha vida, com essa carinhosa elefanta de 53 anos, que se apaixona por Jacob logo de início.
O filme faz uma forte crítica aos circos com animais, e é realmente um drama. É surto o tempo todo, durante o filme todo. Porque às vezes parece que absolutamente nada dará certo. Devo adimitir que chorei em uma parte com a Rosie... Não suporto ver maltrato de animais.
Eu realmente adorei o filme, achei que todos os atores interpretaram muito bem, e adorei o R-Pattz! Mas, pra mim, a melhor atriz foi a Rosie (talvez eu tenha me identificado mais com ela do que com o Jacob -- perguntem o porquê pra Carol).

Mari: Não participou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário