segunda-feira, 25 de julho de 2011

Desafio de Equipe #14

Lançado por: Juh

Título Original: Waiting for forever
Título traduzido: Waiting For Forever
Ano: 2011
Gênero: Drama/Romance
Classificação: 12 anos.
Elenco: Rachel Bilson, Tom Sturridge, Richard Jenkins, Blythe Danner, Matthew Davis, Scott Mechlowicz, Jaime King, Nikki Blonsky, Nelson Franklin, Richard Gant
Sinopse:
Emma (Rachel Bilson) e Will (Tom Sturridge) eram os melhores amigos do mundo mas as inevitabilidades da vida acabaram por os separar, no entanto, Emma e Will acabam por se voltar a encontrar quando Emma é obrigada a regressar à sua antiga cidade onde vai descobrir a verdadeira importância do amor e da família.
O filme também tem no elenco Blythe Danner, Richard Jenkins, Jaime King, Scott Mechlowicz, Riley Smith e Nikki Blonsky.



Resenha:
Juro que tentei ao máximo não falar direto no resumo que o Will é um stalker. É o seguinte: EU QUERO UM STALKER COMO ELE.
O motivo que me levou a colocar esse filme no desafio, foi o fato de que eu sabia que as mulheres da equipe(porque né, tem um homem, e eu não posso esquecer dele) estavam emotivas, e que eu já havia assistido esse filme três vezes antes do desafio, de tão lindo que o filme é. Não houve uma vez que eu não tenha chorado com esse filme. Eu acho que mostra bem a infantilidade eterna do Will, que ainda acredita na frase de Emma (que havia dito que os pais dele sempre estariam ali), e que isso o fez criar "amigos imaginários", mesmo naquela idade. Eu já tinha visto a atuação do ator que faz o Will (Tom Sturridge) em The boat that rocked - outro filme que recomendo - e eu vejo o quão bem ele sabe atuar, em qualquer situação. O personagem nos cativa, e é bem criado, mas em compensação, a Emma, que é interpretada pela Rachel Bilson - eterna Summer! - não tem uma personagem tão boa, considerando todas as coisas que ela sofre.
Duas histórias que eu não posso deixar de lado, é a dos pais da Emma, que mostra o quão complicado é, no filme. E a outra, é dos amigos do Will, que o aceitam do jeito que ele é, e ainda acham fofo.
O ponto crítico do filme é quando Emma devia se encontrar com o ex-noivo no hotel, mas Will cria coragem de falar para ela, tudo o que sentiu nesses últimos anos, e o quanto ela ajudou-o.
Ele a convence de sair, e revela o que ela havia dito quando eles eram crianças.
"remember what you said? 'do you know that you will always be loved.'"
A cena relembra muito a infância deles, do que eles faziam, sobre o que eles conversavam, de uma forma simples. Segredos revelados com tanta facilidade, que deixam qualquer um apaixonado pelo Will.
Vou terminar minha resenha por aqui, pois eu falarei spoilers demais se continuar.
"E por que um passo para longe de você, parece um passo na direção errada?"
"Are you following me?"

Em poucas palavras: Quero um stalker e viver só de pijama também.



Carol:
Quando li a sinopse falando que eles eram melhores amigos quando crianças, eu imaginava algo mais... Não sei, profundo, significativo, mas eles mal se falavam direito. E ainda assim, Will cresceu com ela no pensamento, e jamais a tirou de seu coração. Quando descobre que ela volta a cidade, pela doença de seu pai, ele resolve criar coragem para finalmente falar com ela, e resgatar todo o tempo perdido separados. Mas imagem ser praticamente seguidos pela pessoa que te ama, sempre, e ainda por cima sem saber. Descobrir seria um grande choque, com certeza, e o que acontece no filme não é muito diferente.
Faz tempo que não vejo um filme assim, tão... Puro. O amor que Will sente por ela, é aquele sentimento inocente, infantil, nada ousado ou abusado, por isso se torna romântico e extremamente fofo. Mesmo porque, apesar de ser uma loucura ele a amar desde tanto tempo, e permanecer com o sentimento durante tantos e tantos anos, é algo que praticamente ninguém hoje em dia têm. Por isso, e outros detalhes, se torna uma história linda de amor.


Caue:
Quando eu li a sinopse e vi o poster do filme, confesso que achei que seria só mais um filme de comédia romantica daqueles que são ótimos pra passar o tempo mas você já sabe o que esperar no final. Como eu estava enganado!
Waiting For Forever é emocionante, com personagens que cativam você desde o primeiro minuto de filme que por sinal, mesmo sendo um pouco triste, tem uma abertura maravilhosa!
Outro ponto muito alto do filme é a trilha sonora. Eu não conheço nenhuma das bandas que fez as músicas, mas elas combinaram super bem com o filme e quando você escuta já tem vontade de ouvir denovo.
Tirando tudo isso ainda tem os atores, que como sempre eu nunca lembro de ter visto algum em outro filme (memória fraca é osso!!) mas que tiveram atuações ótimas ao meu ver e como eu sempre faço a comparação de algum ator, tenho que dizer que achei o Willy (protagonista) parecido com o Harry Judd, o baterista do McFly, não é tipo um sósia, mas me lembrou bastante.^^
Resumindo tudo, indico 1000x Waiting For Forever, entrou na lista dos meus filmes favoritos! =]


Leeh:
Cara... Eu pensei em tantas maneiras de começar esse comentário, e até agora não sei como. Então, vamos ver no que vai dar, hehe.
Waiting for Forever me mostrou bastante aquela coisa de "Home is where the heart is", quer dizer, eu até achei que o Will fosse dizer essa frase para a Emma uma hora.
A história conta a vida de Willy, um garoto já crescido, mas que continua com a mentalidade de uma criança; melhor dizendo, com a pureza e inocência de uma criança. Will criou um mundo próprio, onde seus pais estão sempre ao seu lado, e onde todo dia ele pode acordar e saber que talvez ele vá ver Emma, sua amiga de infância que ele sempre sentiu tanto amor.
Acontece que Will segue Emma para todos os lugares, sem ela saber. Ganha dinheiro fazendo os outros felizes, rindo, para ele poder ser feliz, sabendo que há uma remota chance de encontrar Emma na cidade.
Quando finalmente Emma volta para sua cidade natal, por causa de seu pai, Will conversa com ela. Bom, a partir daí, o filme desenrola bem.
Acontece que, como disseram, eu esperava um pouco mais da Emma, achei que ela precisava demonstrar um pouco mais a dificuldade que estava vivendo, diante de tantas situações. Sobre Will... Ele fez um papel perfeito, daquele que encanta toda garota com o seu jeito inocente e apaixonado.
Eu chorei bastante no final (culpem a tpm. ;;), achei o filme lindo, de verdade.
"When you followed Emma, how often do you actually see her?"
"It doesn't matter. It's just... Being around where she might be."


Mari: Não fez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário