sexta-feira, 29 de abril de 2011

Entrevista #003: Danielle Trussoni de Angelologia!

Antes de começar a postagem, eu queria pedir mil desculpas pelo transtorno que houve no blog essa semana, nessa de vai-não-vai, mas é que eu (Leeh) tava em semana de prova, e o layout resolveu dar problema, e AAA, sabe como é né, sanidade mental vai pro saco.
Também, eu gostaria de perguntar: O que acharam desse lay? Eu vou tentar fazer banners novos (esses que usamos pra parceria), porque acho que os nossos tão meio gastos. Mas eu tô sem ideias, nada que eu pense parece combinar com o Hangover. Alguém tem ideia de qualquer coisa? E ah, pra vocês não ficarem perdidos, sigam no twitter @hangoverat16, que tô tentando atualizar as coisas por lá.
Agora vamos ao que interessa!

Primeira entrevista internacional exclusiva aqui no Hangover, com a autora Danielle Trussoni, autora do Best-seller Angelologia.
Já fizemos (cof, o Caue) uma resenha do livro, então, leiam!





(Entrevista traduzida por Leeh)

Olá, Danielle! Obrigada por respoder à nós e seus fãs do Brasil! Nós gostamos muito do seu livro! Bem, vamos começar...

Hangover: Parece que Angelologia precisou de muita pesquisa, a queda dos Anjos, dos Nefilins... Quanto você teve que pesquisar para escrever o livro? Você usou mais da pesquisa ou da imaginação para escrever sobre anjos?

Danielle: Eu usei o mesmo tanto de pesquisa e imaginação para esse livro, mas todo local e evento histórico e documento religioso foi tirado do mundo real com sua autenticidade.

H: O livro foi dividido em 3 partes (3 esferas), qual o propósito de tal divisão?

D: Na verdade, tem uma quarta parte: O Coro Celestial. Eu usei essa divisão como uma maneira de estruturar o livro, mas eu também estava interessada em destacar a hierarquia dos anjos, que é uma parte central da Angelologia.

H: Com relação aos personagens, como foi o processo de criação de cada um? Todos são muito diferentes e cada um com suas caracteristicas próprias, qual o seu favorito?

D: Eu amo Gabriella, mas eu também sou muito ligada à Verlaine e Evangeline, também. Cada personagem passou muito tempo comigo (em minha imaginação) antes de eu trazê-lo(a) para a história. Eles tinham que se sentir vivos antes de eu me sentir bem em incluí-los no livro.

H: Angelologia foi disputada por sete editoras, para a publicação, tornou-se um bestseller e ainda foi traduzida em 32 línguas. Você esperava essa reação dos leitores? Qual foi sua reação ao perceber que SETE editoras disputavam pela publicação, e qual critério você usou para a escolha da editora?

D: Fico em feliz em lhe dizer que, na verdade, foi traduzido para 35 línguas agora! Foi extremamente excitante, e muito mais do que eu jamais sonhei.

H: Angelologia vai ter uma continuação mesmo? Como está o processo de criação do livro?

D: Estou escrevendo a próxima parte agora, e está indo muito bem. Posso lhe dizer que Evangeline e Verlaine estão de volta.

H: Pesquisando um pouco mais pela internet também descobri a possivel produção de um filme. Será mesmo feito? Se sim, como estão os preparativos? Já tem alguma idéia de atores?

D: Sim, é verdade. Os direitos de filmagem foram todos comprados e o roteiro está sendo escrito. Eu não tenho ideia de quem serão os atores, mas estou muito animada sobre isso.

Como extra, trouxemos à vocês mais perguntas do FAQ dela, que iríamos fazer, mas como achamos lá...

O que você gostou de escrever mais, os eventos no presente com Evangeline e Verlaine, ou a narrativa de Celestine?

D: Na verdade, a parte mais fascinante em Angelologia para mim, foi escrever a narrativa do Irmão Clematis, um diário em primeira pessoa da jornada de um monge para a Garganta do Diabo. Eu também amei escrever as lembranças de Celestine de Paris nos anos de 1940. Os dois personagens permitiram-me imaginar lugares e eventos históricos que eram muito distantes da vida que eu estava tendo quando escrevi o livro. Ser transportada para outros lugares é, para mim, o verdadeiro prazer de escrever ficção.

No que você está trabalhando agora?

D: Estou escrevendo sobre Evageline, claro! A sequência de Angelologia acontece em Paris com Evangeline e Verlaine tentando encontrar seu caminho de volta um para o outro.


Bem, nós gostaríamos de dizer obrigada, Danielle, pelo seu tempo e paciência. E nós estamos muito felizes de você estar aqui, no Hangover. Muito obrigada e boa sorte com seus livros!


Bom, pessoal é isso. Espero que vocês tenham gostado! Leiam a entrevista e a resenha e comentem! Quem sabe não conseguimos mais entrevistas com autores internacionais? :P E quem sabe você mesmo não mande sua pergunta? haha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário