sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

O Ladrão de Raios



Sinopse:
Primeiro volume da saga Percy Jackson e os olimpianos, O ladrão de raios esteve entre os primeiros lugares na lista das séries mais vendidas do The New York Times. O autor conjuga lendas da mitologia grega com aventuras no século XXI. Nelas, os deuses do Olimpo continuam vivos, ainda se apaixonam por mortais e geram filhos metade deuses, metade humanos, como os heróis da Grécia antiga. Marcados pelo destino, eles dificilmente passam da adolescência. Poucos conseguem descobrir sua identidade.
O garoto-problema Percy Jackson é um deles. Tem experiências estranhas em que deuses e monstros mitológicos parecem saltar das páginas dos livros direto para a sua vida. Pior que isso: algumas dessas criaturas estão bastante irritadas. Um artefato precioso foi roubado do Monte Olimpo e Percy é o principal suspeito. Para restaurar a paz, ele e seus amigos - jovens heróis modernos - terão de fazer mais do que capturar o verdadeiro ladrão: precisam elucidar uma traição mais ameaçadora que a fúria dos deuses.



Percy Jackson & Os Olimpianos era uma série de livros que eu queria ler faz tempo, pelo fato de que eu adoro mitologia grega e pesquisei demais o assunto por pura curiosidade e interesse no assunto. Assim que eu vi a capa nas livrarias, deu vontade de comprar, mas tempo e até um pouco de disposição me faltou para ir até a livraria obter meu exemplar. Mas agora eu finalmente consegui ler e estou adorando. Atualmente, estou no terceiro livro da série, A Maldição do Titã, lendo com a Carol aqui do blog, mas vamos ao que interessa. =]

O livro conta a história de Perseu Jackson, (não, não é Percy, é que ele não gosta do nome então prefere que os amigos o chamem assim) um garoto problemático e dislexo que estudava em um internato em New York, tendo somente duas pessoas naquele lugar que poderia chamar de amigo: Grover, um garoto de barba rala que usava muletas e estava sempre ao seu lado, e o Sr. Brunner, o professor de latim que sempre parecia esperar mais dele do que os outros em sua matéria.

Numa excursão da escola até o museu com a Sra. Dodds, a professora de matemática velha e feia que fazia de tudo para ver Percy expulso da escola, e o Sr. Brunner para ver “velharias gregas e romanas” como Percy diz, as coisas começam a ficar um pouco estranhas. Depois de um acidente com Nancy Bobofit, outra que adorava importunar Grover e Percy, ele é chamado pela Sra. Dodds para uma sala um tanto deserta do Museu, e a velha senhora vira uma Benevolente, ou seja, uma Fúria, um monstro mitológico que certamente não deveria existir. Quando a Fúria ia acabar com a vida de Percy, Grover e o Sr. Brunner aparecem e este lhe joga uma caneta esferográfica. Porém, assim que Percy a agarra escapando do bote da Sra. Dodds, ele nota que esta não é mais uma caneta, e sim uma espada de bronze do tipo que os antigos soldados gregos e romanos usavam.

Percy começa a desconfiar do que realmente ele é, e percebe que essas coisas acontecem desde que ele era pequeno, acontecimentos e pessoas estranhas que sempre pareciam estar atrás dele por algum motivo. E por que raios ninguém mais lembra da Sra. Dodds na escola?! Por fim, Grover e o Sr. Brunner contam para ele que Percy não é um humano comum e sim um meio-sangue.

O que é meio-sangue? Filhos de deuses gregos com mortais. Sim, os deuses gregos ainda existem no século XXI e ainda controlam o mundo e influenciam na vida dos humanos. No começo, Percy não acredita muito, mas depois que fala com a sua mãe e essa começa a agir de forma preocupada, confirmando as suspeitas de Percy, ambos saem do apartamento onde moram com o horrível padrasto dele, Gabe Cheiroso (Percy o chamava assim por puro sarcasmo, Gabe na verdade cheirava muito mal) em seu carro e vão até Long Island no Acampamento-Meio-Sangue que Grover e o Sr. Brunner haviam falado.

Porém, como Percy é muito azarado, eles são atacados no caminho e ele chega ao acampamento quase inconsciente com um Grover desmaiado nos braços. Percy conhece Annabeth, filha da deusa Athena com um pai cujo nome não aparece no livro. No começo não se falam muito, mas depois acabam se tornando amigos. Por fim, ele acaba descobrindo que o raio de Zeus, a arma mais poderosa do universo, foi roubado, e que ele é o principal suspeito; também descobre que ainda há chances de salvar sua mãe que foi quase morta tirando o fato de que ele ainda não sabe de que deus ele é filho.

Após ser lhe concedida uma missão, ele parte com Grover e Annabeth em busca do verdadeiro ladrão e, com sorte, conseguir a mãe de volta. Conseguirá ele e seus amigos resgatarem o raio, a mãe e descobrir o verdadeiro culpado? E afinal quem é o pai de Percy? Leia e descubra. ;]

Como eu já disse, eu adorei Percy Jackson & Os Olimpianos e ainda estou curtindo muito o 3° livro mesmo no começo, acho que a parte mais legal é a do acampamento, quando ele descobre muitas coisas a mais, principalmente sobre o Sr. Brunner que não é um simples professor de latim. Super recomendo para quem gosta de mitologia, e quem não gosta, super recomendo para aprender lendas e descobrir algumas histórias

[edit] E nós ganhamos um selinho "Selo de Qualidade" da Eduarda, do The Coolture *-* Bom, nossos 10 blogs indicados são: Janine Srecanella The Small Island In Bookshelf House of Chick Entre Fatos e Livros Ya Boys Vício em Livros Acordei com vontade de ler Café com Magia Memoirs and Books [/edit]

6 comentários:

  1. Ainda bem que li o avisoo de spoilers!!
    Estou prestes pra fechar minha compra do primeiro livro da série!! Não posso estragar a supresa =D
    Depois que ler faço um comentario mais decente aqui!!
    Meninas queria falar que adorei voces, ri tanto aquele dia da conversa no gmail (hahahaha a Camila lendo a conversa escondida foi o melhor!)
    Voces entraram para o time de amigos que fiz co mmeu blog!!

    Abraço



    Luiz Silva
    blogueiroleitor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu só li o 1º livro e adorei, mas odiei o filme, sério. Mudaram muita coisa e acho que acabaram com toda a magia do livro ):

    ResponderExcluir
  3. hsausuhaushahusauhashuas
    CAROLL DESCULPAA
    hsuasauhhsauhusahuashuashuas
    Daqui uns dias eu to me chamando de camila ou carol Oo
    Me desculpa mesmoo, em minha defesa falo que tenho uma memória horrivel (já esqueci meu endereço!)
    Vou começar a te chamar de CÁ pra não ter duvida hahahahah
    brincadeira =D



    Abraço


    Luiz Silva
    blogueiroleitor.blgospot.com

    ResponderExcluir
  4. É uma vergonha até hoje eu não ter começado essa série. Vou pegar com minha prima e vou ler. VOU LER!

    Aliás, adorei sua resenha.

    E obrigada pelo selinho.

    Eu tenho um tanto de selinho pra postar, tô ficando doida (oh, não tô reclamando não hein? :D)

    ResponderExcluir
  5. Ain,pedia a série de natal, já tinha lido PJ e o Ladrão de Raios. Tô louca para que meus bebês chegem logo *---*
    Beijinhos, K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir